Itália isola cidades atingidas pelo coronavírus

Publicado em 25 de fevereiro de 2020, em Notícias do Mundo

Desde a tarde de segunda-feira (24), cinco pessoas na Itália morreram vítimas do vírus e 215 casos haviam sido reportados. O maior surto do vírus fora da Ásia.

Neste Artigo:
&nbspItália isola cidades atingidas pelo coronavírus
Pessoas caminhando em Sirmione, região da Lombardia (ilustrativa/PM)

A Itália está fazendo de tudo para conter um surto do Covid-19 após um aumento acentuado de casos e mortes ter tornado o país o mais infectado pelo novo coronavírus fora da Ásia.

Publicidade

Desde a tarde de segunda-feira (24), cinco pessoas na Itália morreram vítimas do vírus e 215 casos haviam sido reportados.

O país colocou pelo menos uma dezena de cidades em isolamento na esperança de conter a propagação.

O coronavírus havia se espalhado para mais de seis regiões no país desde a manhã de segunda-feira, reportou o Associated Press.

As duas regiões mais infectadas são Lombardia e Vêneto no norte da Itália, lar para as grandes cidades de Milão e Veneza.

O norte da Itália tem fronteira abertas com países que incluem Áustria, Suíça e Eslovênia.

Os 215 casos registrados na Itália desde a tarde de segunda-feira, de acordo com dados compilados por pesquisadores na Universidade Johns Hopkins, tornam a Itália a nação com o maior número de casos fora da Ásia.

O primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou no fim de sábado (22) um plano de emergência para colocar cidades em quarentena, isolando-as ao bloquear movimentações de entrada e saída.

Cerca de 500 mil pessoas foram solicitadas por autoridades a ficarem em casa como parte da quarentena, e guardas armados podem forçar o isolamento.

O vírus também levou ao cancelamento do atual carnaval de Veneza e o fechamento de alguns marcos principais.

A Giorgio Armani realizou seu evento na Milan Fashion Week em um teatro vazio como precaução.

Attilio Fontana, governador da região de Lombardia, estava preparando uma ordem no domingo (23) para suspender eventos públicos e aulas, além de fechamentos de locais públicos como museus, segundo uma declaração.

Matteo Salvini, ex-vice-primeiro-ministro do país que é chefe do partido Liga da extrema direita, pediu pelo fechamento de fronteiras do país, mas Conte dispensou a ideia na coletiva de imprensa no sábado.

“Não acredito que as condições para tal medida existam nesse ponto”, disse Conte, reportou o Politico.

A França alertou a qualquer um de seus cidadãos visitando as regiões de Lombardia e Vêneto que usassem máscaras e aferissem a temperatura regularmente, divulgou a AP.

Oficiais na França e Áustria estão monitorando suas fronteiras para visitantes da Itália que poderiam estar com o vírus, de acordo com a AP. A Irlanda também alertou seus cidadãos a não viajarem para áreas afetadas da Itália.

O Ministério da Saúde da Romênia disse no domingo que todos os seus cidadãos voltando das regiões de Lombardia e Vêneto seriam colocados em quarentena por 14 dias, reportou o Politico.

A Áustria suspendeu temporariamente o tráfego ferroviário em toda sua fronteira com a Itália, mas reiniciou posteriormente.

Casos de Covid-19 também foram registrados na Alemanha, Reino Unido, Espanha, Bélgica, Suécia e Finlândia, mas todos tiveram poucos pacientes confirmados

O novo coronavírus, que pode ter se originado na cidade de Wuhan, infectou mais de 70 mil pessoas na China e se espalhou para pelo menos 29 países.

A Organização Mundial da Saúde alertou no último fim de semana que a janela de oportunidade para conter o vírus estava ficando estreita.

Fonte: Business Insider


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!