Homem que fez brincadeira com coronavírus dentro de metrô pode pegar 5 anos de prisão

Publicado em 12 de fevereiro de 2020, em Notícias do Mundo

Imagens mostram o homem de máscara no metrô de Moscou caindo e fingindo estar com convulsão enquanto seus amigos gritam que ele está infectado.

Neste Artigo:
&nbspHomem que fez brincadeira com coronavírus dentro de metrô pode pegar 5 anos de prisão
Na imagem, o homem aparece de máscara, prestes a fingir que está desmaiando (Twitter/ВЕСТИ)

Enquanto crescem as preocupações sobre a propagação global do coronavírus, agora com nome oficial de Covid-19, autoridades russas prenderam um homem que fez uma brincadeira fingindo estar com sintomas do vírus e foi ao chão dentro de um vagão no metrô.

Publicidade

Imagens compartilhadas online mostram o indivíduo usando máscara cirúrgica no metrô de Moscou caindo repentinamente e fingindo convulsão enquanto seus amigos gritam no vagão lotado que ele está infectado com o coronavírus. Outros passageiros entram em pânico e saem de perto do homem.

A agência estatal de notícias russa TASS divulga que o suspeito, Kamromatullo Dzhaborov, foi detido em 8 de fevereiro pela polícia sob suspeita de vandalismo. O crime implica uma condenação máxima de 5 anos de prisão na Rússia.

O vídeo foi postado em contas da mídia social chamada kara.prank em 2 de fevereiro. As imagens também foram postadas no YouTube e Instagram, mas foram removidas.

O Ministério de Assuntos Internos da Rússia também identificou dois de seus alegados cúmplices e os colocaram sob uma ordem para não sair da capital russa.

O tribunal de Cheryomushkinsky de Moscou ordenou que Dzhaborov, cidadão do Tajiquistão, seja mantido em um centro de detenção de pré-julgamento até 8 de março.

O advogado de Dzhaborov, Alexi Popov, disse à TASS que seu cliente orquestrou a brincadeira para aumentar a conscientização sobre a doença e que ele apelará da decisão do tribunal de prendê-lo.

“Esse vídeo não deveria ser visto separadamente de outros vídeos dele. Ele fez vídeos em lojas perguntando às pessoas se elas tinham consciência sobre o coronavírus”, disse Popov. “Eles fizeram vídeos em farmácias que estavam vendendo máscaras a preços exorbitantes. Eles quiseram chamar atenção das autoridades para o problema, não há evidência de um crime”.

A Rússia tomou medidas rigorosas para reduzir a propagação do coronavírus. O país tem uma exposição particularmente alta à China onde a doença se originou, incluindo uma vasta fronteira de terra que agora está fechada por alguns corredores fortemente controlados.

Quase 2 milhões de turistas chineses visitam a Rússia ao ano. Contudo, excursões em grupos foram canceladas, e voos de entrada foram limitados a um único terminal no aeroporto de Sheremetyevo de Moscou onde passageiros são verificados antes de serem permitidos no país.

Dois casos de coronavírus foram identificados no extremo leste da Rússia em 31 de janeiro. Ambos envolveram cidadãos chineses que foram levados ao hospital para tratamento.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
Kumon - estude japonês por correspondência!
Empregos no Japão - Outsorcing