Chinesa de Wuhan com febre ‘dribla’ fiscalização em aeroporto na França

Publicado em 24 de janeiro de 2020, em Notícias do Mundo

A mulher de Wuhan fez postagens na mídia social dizendo que havia tomado medicamento para baixar a febre e driblou a fiscalização em aeroporto na França.

Neste Artigo:
&nbspChinesa de Wuhan com febre ‘dribla’ fiscalização em aeroporto na França
Imagem de câmera termográfica (ilustrativa/PM)

Cidadãos chineses viajando para o exterior foram solicitados pelas suas embaixadas a cumprirem com as fiscalizações de saúde em curso em resposta ao surto do novo coronavírus.

Publicidade

A medida ocorre após uma mulher de Wuhan, a cidade chinesa no epicentro do surto, ter viajado à França e ter postado na mídia social que ela havia tomado medicamentos para baixar sua temperatura antes do avião ter pousado no aeroporto.

O South China Morning Post divulgou que ela postou fotos em um restaurante na França, dizendo que ela tinha sintomas similares ao da influenza antes de partir de Wuhan e que não vinha se sentindo bem quando viajou ao país europeu.

“Eu estava com febre e tosse antes de viajar – fiquei apavorada”, escreveu a viajante chinesa na rede social WeChat, de acordo com a plataforma de notícias chinesa Sohu.

“Eu logo tomei medicamento e medi minha temperatura”.

“Por sorte a temperatura estava controlada e tive uma jornada suave pela fronteira”, disse ela.

Ela foi identificada pela embaixada chinesa na França como “Yan”.

Não se sabe para qual aeroporto na França ela viajou ou quando ela chegou.

Seu post foi muito criticado. A embaixada chinesa na França postou um aviso na noite de quarta-feira (22) pedindo aos cidadãos que colaborassem com as verificações de fronteira.

“Nossa embaixada recebeu inúmeras ligações e e-mails de cidadãos chineses falando sobre a mulher de Wuhan que postou na mídia social deliberadamente ter tomado medicamento para baixar a febre a fim de driblar as verificações de temperatura no aeroporto”, de acordo com o aviso postado no site na embaixada.

“Demos grande importância a esse incidente e conseguimos entrar em contato com Yan. Pedimos à ela que ligasse para o serviço de emergência francês para que o assunto fosse tratado pelos departamentos relevantes”.

Autoridades francesas enquanto isso disseram que separariam quaisquer passageiros que chegam ao país com febre para que eles pudessem ser avaliados por oficiais da saúde de emergência.

Outras embaixadas chinesas, incluindo nos EUA, Coreia do Sul e Tailândia, emitiram avisos similares a cidadãos viajando no exterior.

Em um aviso separado na quinta-feira (23), a embaixada chinesa em Washington disse que viajantes vindos de Wuhan passariam por medidas extras de quarentena em cinco aeroportos nos EUA – Nova Iorque, São Francisco, Los Angeles, Atlanta e Chicago.

No Reino Unido, passageiros que chegam a Londres a partir de Wuhan estão sendo colocados em isolamento para verificação de sintomas.

O número de mortos em decorrência do surto na China subiu para 25, com o de casos confirmados chegando aos 830, informou o governo na sexta-feira (24).

A Tailândia reportou quatro casos, o Japão e Vietnã dois cada, Coreia do Sul, Taiwan, Singapura e Estado Unidos um cada.

Um segundo possível caso está sendo avaliado nos EUA e a BBC divulgou que cinco pessoas estavam sendo examinadas na Escócia. Pacientes nesses casos ou eram residentes de Wuhan ou visitantes recentes na cidade.

Fonte: Straits Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão