McDonald’s fecha lojas no Peru para inspeções após morte de 2 funcionários

Publicado em 19 de dezembro de 2019, em Notícias do Mundo

Os jovens funcionários, de 18 e 19 anos, morreram eletrocutados no domingo (15) quando faziam a limpeza na cozinha em uma loja da rede no Peru.

Neste Artigo:
&nbspMcDonald’s fecha lojas no Peru para inspeções após morte de 2 funcionários
Fachada de loja do McDonald’s (ilustrativa/PM)

Todas as 29 localizações do McDonald’s no Peru continuarão fechadas até sua operadora local Arcos Dorados Holdings completar inspeções após as mortes de dois jovens funcionários no último fim de semana, disse o franqueador em uma declaração na quarta-feira (18).

Publicidade

A Arcos Dorados, que detém e opera restaurantes McDonald’s em toda a América Latina, disse que começou a conduzir as inspeções de segurança na quarta-feira após um período de luto de dois dias.

As inspeções poderiam levar questão de “horas ou dias”, disse um porta-voz para a Arcos Dorados à Reuters.

Na manhã de quarta-feira, um escritório de promotoria peruano disse que estava investigando a morte dos dois funcionários em um restaurante da marca McDonald’s em Lima, em um incidente que desencadeou protestos contra a gigante do fast-food na nação sul-americana.

Os funcionários, Alexandra Porras, de 18 anos, e Carlos Campo, de 19, morreram eletrocutados no domingo (15) em Pueblo Libre, um distrito da capital, enquanto faziam a limpeza na cozinha, disse a polícia.

A Arcos Dorados disse em uma declaração que estava “profundamente consternada” com a morte dos funcionários e cooperando integralmente com as autoridades locais.

A McDonald’s Corp sediada nos EUA disse em uma declaração que estava “profundamente triste pelo acidente trágico” e que estava trabalhando com sua parceira local a qual conduz uma “investigação minuciosa com autoridades locais”.

A polícia e uma promotoria sediada em Lima disseram que estavam investigando o incidente. O ministério do trabalho peruano disse que também realizaria uma investigação.

O escritório de promotoria peruano disse que a investigação de polícia incluiria tomar declarações dos proprietários dos restaurantes e funcionários e que a segurança do restaurante e outras medidas seriam examinadas.

Pelo menos 20 pessoas na área residencial de Miraflores realizaram um protesto na noite de terça-feira (17) no lado de fora de uma outra localização do McDonald’s, em resposta às mortes dos funcionários, pedindo por melhores condições de trabalho.

Pelo menos dois jovens os quais disseram ter trabalhado para a rede no Peru foram à mídia social desde domingo para compartilhar experiências de condições de trabalho perigosas, salários baixos e trabalho não pago.

“A fim de fornecer aos funcionários ambientes de trabalho e experiências positivos, sempre levamos seriamente a preocupação de qualquer um deles em relação às condições de trabalho, e nos esforçamos para oferecer compensação competitiva”, disse a Arco Dorados em sua declaração, enfatizando que os turnos nunca excederam 8 horas e incluem um intervalo adicional de 60 minutos.

Um porta-voz da McDonald’s se recusou a comentar sobre as acusações, mas disse que a segurança de funcionários em qualquer restaurante é uma “prioridade global”.

Fonte: Agência Reuters


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!