Veneza fecha praça principal na terceira inundação em uma semana

Publicado em 18 de novembro de 2019, em Notícias do Mundo

Hotéis reportaram cancelamentos de reservas, algumas até para dezembro, após a disseminação de imagens de Veneza debaixo d’água.

Neste Artigo:
&nbspVeneza fecha praça principal na terceira inundação em uma semana
A Praça de São Marcos, em Veneza, na foto tirada na acqua alta de 2017, mês de novembro (ilustrativa/banco de imagens PM)

Veneza fechou a Praça de São Marcos no domingo (17), visto que a cidade sofreu uma terceira grande inundação em menos de uma semana, enquanto a chuva atingiu o resto da Itália e alertas foram emitidos em Florença e Pisa.

Publicidade

A cidade de Veneza foi atingida por uma “acqua alta”, ou água alta, de 150cm, menor do que a de terça-feira que chegou a 187cm – o nível mais alto em 50 anos – mais ainda perigosa.

“A Praça de São Marcos está fechada. Segurança primeiro”, disse Luigi Brugnaro, prefeito de Veneza, enquanto o nível da água começou a invadir a já devastada cidade histórica onde autoridades declararam um estado de emergência.

Com quatro marés acima de 140cm desde 11 de novembro, essa é a pior semana para marés altas em Veneza desde 1872 quando estatísticas oficiais foram produzidas pela primeira vez.

Equipes de emergência removeram as passagens temporárias da Praça de São Marcos quando a água começou a subir no domingo, sendo que somente policiais e soldados podiam ser vistos por volta do meio-dia.

O grande local turístico já havia sido fechado por várias horas na sexta-feira (15) quando fortes tempestades e ventos atingiram a região, deixando-o quase submerso pelas marés de tempestade.

Igrejas, lojas e casas na cidade que é Patrimônio Mundial da UNESCO também foram inundados.

Um massivo projeto de infraestrutura chamado Mose esteve em curso desde 2003 para proteger a cidade, mas o empreendimento multibilionário foi assolado por custos excessivos, escândalos de corrupção e atrasos.

A maioria dos caixas eletrônicos da cidade não estão funcionando por causa dos danos causados pela água, tornando a vida mais difícil para turistas e residentes locais.

Hotéis reportaram cancelamentos de reservas, algumas até para dezembro, após a disseminação de imagens de Veneza debaixo d’água.

 

Fonte: The Guardian


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão