McDonald’s demite CEO por se relacionar com funcionária

Publicado em 4 de novembro de 2019, em Notícias do Mundo

A McDonald's descreveu a situação como “recente relação consensual com uma funcionária” que violou a política da empresa.

Neste Artigo:
&nbspMcDonald’s demite CEO por se relacionar com funcionária
Fachada de loja da McDonald’s (ilustrativa/banco de imagens PM)

A McDonald’s disse no domingo (3) que demitiu o CEO Steve Easterbrook devido ao que a companhia descreveu como “recente relação consensual com uma funcionária” que violou a política da empresa.

Publicidade

Chris Kempczinski, presidente da McDonald’s USA, assumirá como CEO, de acordo com o comunicado de imprensa da empresa na noite de domingo.

Em um email aos funcionários da McDonald’s, Easterbrook chamou a relação de “erro”.

“Dados os valores da companhia, eu concordo com o conselho que é hora para eu ir embora”, disse Easterbrook. “Por favor, juntem-se a mim para parabenizar Chris em sua promoção. Sei que vocês irão dar apoio a ele como deram para mim – ele tem sorte em ter uma equipe com o calibre de vocês”.

No início deste ano, a rede de fast food teve que lidar publicamente com alegações de assédio sexual.

Ativistas trabalhistas do Fight for 15 e de uma união disseram em maio que 25 funcionárias da McDonald’s avançaram alegando que foram assediadas sexualmente no trabalho. As acusações incluíram carícias, exposição indecente, propostas para sexo e comentários obscenos feitos por superiores contra trabalhadoras tão jovens quanto 16 anos.

&nbspMcDonald’s demite CEO por se relacionar com funcionária
Steve Easterbrook em entrevista à Fortune Magazine em 2016 (YouTube/Fortune Magazine)

Easterbrook respondeu em uma carta dizendo que a companhia havia começado a trabalhar com o RAININ, um grupo dedicado a reprimir a violência sexual, a fim de melhorar as condições para funcionárias e atualizar as políticas da McDonald’s em relação a assédio.

Em junho, oito senadores dos EUA pediram à McDonald’s que exigissem de suas franquias mais ações para proteger trabalhadoras de assédio. Em uma carta, os legisladores escreveram “relatos constantes de má conduta no local de trabalho são inaceitáveis”.

Easterbrook assumiu como CEO em março de 2015, prometendo transformar a rede em uma companhia “moderna e progressiva” com maior ênfase no serviço ao cliente.

Um mês após assumir o cargo, Easterbrook disse que a McDonald’s aumentaria o salário mínimo e o tempo de férias para seus funcionários. Ele disse à CBS This Morning que a medida motivaria equipes e criaria melhor serviço de atendimento ao cliente.

No tempo do comando de Easterbrook, o desempenho financeiro da McDonald’s melhorou, principalmente com as vendas aumentando após a empresa ter introduzido o café da manhã durante todo o dia em 2015.

Fonte: CBS News


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão