Pete, a primeira planta no mundo que ‘tira’ selfie

Publicado em 20 de outubro de 2019, em Notícias do Mundo

A planta faz parte de uma pesquisa que levaria a grandes avanços em coleta de dados para esforços de conservação. Saiba mais.

Neste Artigo:
&nbspPete, a primeira planta no mundo que ‘tira’ selfie
Uma avenca tirou sua própria foto (ilustrativa/banco de imagens PM)

Uma avenca chamada Pete tirou a primeira selfie do mundo impulsionada por uma planta como parte de uma pesquisa que levaria a grandes avanços em coleta de dados para esforços de conservação.

Publicidade

A planta faz parte de um experimento observando o uso de células de combustível microbianas no ZSL London Zoo, de acordo com uma declaração da organização.

Essas células permitem a Pete criar energia que aciona uma câmera e tira sua própria foto. Pesquisadores dizem que suas descobertas poderiam permitir grande progresso nos esforços de conservação.

“As plantas naturalmente depositam biomatéria à medida que crescem, o que em troca alimenta a bactéria natural presente no solo, criando energia que pode ser canalizada por células de combustível e usadas para abastecer uma ampla variedade de ferramentas vitais de conservação remotamente, incluindo sensores, monitoramento de plataformas e armações de câmeras”, disse Al Davies, especialista em tecnologia da conservação no ZSL, na declaração.

“A maioria das fontes de energia tem limites – baterias devem ser substituídas enquanto painéis solares dependem de uma fonte de luz solar – mas as plantas podem sobreviver na sombra, movendo-se naturalmente na posição para maximizar o potencial de absorver luz solar – o que significa que o potencial para energia gerada por planta é bem mais ilimitada”.

&nbspPete, a primeira planta no mundo que ‘tira’ selfie
A Pete e a câmera usada para a selfie (ZSL via CNN)

Pete é uma avenca equipada com uma câmera abastecida com pouca energia fabricada por uma empresa de inteligência artificial dos EUA.

Ela usa tão pouca energia que pode trabalhar 24 horas por dia com energia produzida por uma planta pequena.

Esse tipo de tecnologia poderia ser usada em locais remotos e inóspitos que são de difícil alcance para os humanos, os quais geralmente precisam trocar baterias.

Medições de temperaturas, umidade e crescimento de plantas são importantes em compreender ainda mais a mudança climática, perda de habitat e outras ameaças, de acordo com pesquisadores.

O ZSL está planejando um segundo experimento que ocorrerá na selva.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!
Easy Car Ride, carros e financiamentos