Ladrão rouba relógio de pulso de US$ 840.000 de japonês em Paris

Publicado em 9 de outubro de 2019, em Notícias do Mundo

O japonês estava fumando no lado de fora do hotel com um amigo, quando um indivíduo se aproximou e pediu um cigarro.

Neste Artigo:
&nbspLadrão rouba relógio de pulso de US$ 840.000 de japonês em Paris
O Hotel Napoléon (à dir.) fica perto do Arco do Triunfo (Google Maps)

Um empresário japonês que estava hospedado em um hotel em Paris, na França, teve seu relógio, avaliado em cerca de US$ 840.000, arrancado de seu pulso, no roubo mais caro do tipo na história recente.

Publicidade

A perda do Richard Mille Tourbillon Diamond Twister –  modelo de alta joalheria – ocorre em meio a uma série de crimes similares na capital francesa.

O caso fez com que a polícia emitisse um alerta aos visitantes que usam relógios de pulso caríssimos.

“O roubo aconteceu na noite de segunda-feira (7) em frente ao Hotel Napoléon”, disse uma fonte investigativa, se referindo ao chamado “palácio” perto do Arco do Triunfo.

“Um empresário japonês estava fumando no lado de fora com um amigo, quando um indivíduo usando um tipo de casaco se aproximou e pediu um cigarro”.

Quando o japonês foi dar o cigarro, o ladrão arrancou o relógio de seu pulso e então fugiu.

&nbspLadrão rouba relógio de pulso de US$ 840.000 de japonês em Paris
Um Richard Mille Tourbillon Diamond Twister, modelo de alta joalheria (Mail Online)

A polícia disse que a cena foi capturada em vídeo e que o ladrão pode ter deixado cair seu smartphone nas proximidades.

“Isso pode levar à sua identificação e prisão”, disse a fonte. A vítima não foi identificada, mas tem faixa etária de 30 anos.

Detetives em Paris culparam tutorais de crime online por um aumento no número de roubos em Paris de relógios exclusivos caríssimos.

Técnicas uma vez usadas somente por gangues da Itália e Rússia estão sendo empregadas por pequenos infratores dos subúrbios de Paris que as aprenderam em sites.

Além da “técnica” de pedir um cigarro, ou perguntar a hora, uma outra é esbarrar nos espelhos laterais de carros montado em uma scooter, levando o motorista a colocar a mão para fora a fim de endireitá-los.

Nesse ponto, um comparsa passa a mão no relógio. Outra manobra é se aproximar de homens ou mulheres embriagados que saem de casas noturnas perto da Champs- Élysées.

“Nosso conselho a qualquer pessoa usando um relógio de pulso caro é que o mantenha coberto em público, e não o exiba em restaurantes ou bares”, disse uma fonte da polícia parisiense.

Fonte: Mail Online


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!