Asteroide gigante vai passar ‘próximo’ da Terra

Publicado em 29 de agosto de 2019, em Notícias do Mundo

Segundo astrônomos, o asteroide não representa perigo para o nosso planeta, mas o Centro para Estudos de Objetos Próximos da Terra da Nasa está fazendo o rastreamento.

Neste Artigo:
&nbspAsteroide gigante vai passar 'próximo' da Terra
(ilustrativa/banco de imagens)

Em 14 de setembro deste ano, um asteroide passará próximo da Terra e ele é maior do que alguns dos prédios mais altos no nosso planeta.

Publicidade

O asteroide 2000QW7 deve ter entre 290 e 650 metros de diâmetro, de acordo com a NASA. O segundo prédio mais alto do mundo é a Shangai Tower com 632 metros de altura.

O asteroide estará viajando a uma velocidade de 23.000Km/h quando passar dentro de uma distância de 5,3 milhões de quilômetros da Terra.

Os astrônomos não acreditam que o asteroide represente qualquer perigo, mas o Centro para Estudos de Objetos Próximos da Terra da Nasa está rastreando o 2000QW7

Em junho, astrônomos mostraram que telescópios poderiam oferecer alerta suficiente para as pessoas se afastarem de uma queda de asteroide na Terra.

Astrônomos da Universidade do Havaí usaram os telescópios de pesquisa ATLAS e Pan-STARRS para detectar um pequeno asteroide antes de ele entrar na atmosfera da Terra na manhã de 22 de junho.

O asteroide, chamado de 2019 MO, tinha 3 metros de diâmetro e estava a uma distância de 500.000Km da Terra. A instalação ATLAS o observou quatro vezes ao longo de 30 minutos por volta da meia-noite no Havaí.

Inicialmente, o software de análise de impacto Scout do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL ) da NASA considerou o impacto em potencial a 2. Para referência, 0 é “improvável” e 4 “provável”. Davide Farnocchia, engenheiro de navegação da JPL solicitou observações adicionais porque ele notou uma detecção perto de Porto Rico 12 horas depois.

O telescópio Pan-STARRS  também estava operando e capturou parte do céu onde o asteroide podia ser visto.

As imagens adicionais do telescópio Pan-STARRS ajudaram pesquisadores a determinarem melhor o caminho de entrada para o asteroide, que se esbarrou com a classificação 4 do Scout.

O cálculo correspondeu, e o radar climático em San Juan detectou o asteroide quando ele queimou na atmosfera. Ele entrou na atmosfera sobre o oceano, a 379Km da cidade.

O ATLAS, formado por dois telescópios a uma distância de 160Km um do outro em Big Island e Maui, escaneiam o céu todo a cada duas noites para asteroides que poderiam impactar a Terra. Ele pode avistar pequenos asteroides 12 horas antes de chegarem à Terra e podem apontar asteroides maiores dias antes.

Embora muito do conhecimento de suas capacidades e determinações sobre o asteroide foi trabalhado após o fato, astrônomos acreditam que o ATLAS e o Pan-STARRS poderiam ajudar a prever mais no futuro.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão