Trump é o primeiro presidente dos EUA a entrar na Coreia do Norte

Publicado em 1 de julho de 2019, em Notícias do Mundo

O momento é um marco na história carregada dos EUA com a Coreia do Norte, mas o que isso significa além de uma exibição de amizade não ficou imediatamente claro.

Neste Artigo:
&nbspTrump é o primeiro presidente dos EUA a entrar na Coreia do Norte
Trump em território norte-coreano apertando a mão de Kim (CNN)

O presidente dos Donald Trump apertou a mão de Kim Jong-un e deu 20 passos para pisar na Coreia do Norte, fazendo história como o primeiro presidente dos EUA em exercício a colocar os pés no reino recluso.

Publicidade

Trump atravessou o meio-fio de pedra que separa o Norte e o Sul às 15h45 (horário local) de 30 de junho, indo em direção a Kim, em um país que é há muito tempo uma pária global por suas ambições nucleares e histórico desanimador de direitos humanos.

O acontecimento, aparentemente espontâneo e transmitido ao vivo, levou a um novo nível os instintos de Trump e visão de diplomacia como teste de habilidades interpessoais. Após isso, Trump disse que ele concordou com Kim em reavivar as discussões nucleares que não progrediram no último encontro deles em fevereiro deste ano.

O encontro na altamente fortificada zona desmilitarizada (DMZ) – o terceiro deles pessoalmente – ocorreu um dia após Trump ter aumentado a perspectiva de um aperto de mão na fronteira em um tuíte, e declarado que para ele “não haveria problema” em pisar na Coreia do Norte.

Enquanto dentro do território norte-coreano, Trump e Kim apertaram as mãos antes de retornarem até a fronteira com o Sul após cerca de um minuto.

Após o histórico aperto de mão, os dois se reuniram na Freedom House na DMZ por cerca de uma hora – uma sessão mais substancial do que Trump havia previsto anteriormente, quando disse que seu encontro com Kim equivaleria a um pouco mais que um aperto de mão.

O momento é um marco na história carregada dos EUA com a Coreia do Norte, mas o que isso significa além de uma exibição de amizade não ficou imediatamente clara.


Parece que não houve quaisquer promessas feitas no encontro de 50 minutos de Trump com Kim além de um acordo para reiniciar as discussões. E Trump disse depois que não tinha pressa em livrar a Coreia do Norte de suas armas nucleares.

Representantes de ambos os países se encontrarão nas próximas semanas para retomar a discussões sobre o programa nuclear da Coreia do Norte, disse Trump aos repórteres, afirmando que “não estava buscando velocidade, mas procurando fazer isso certo”.

As sanções sobre a Coreia do Norte, enfatizou, continuariam em vigor embora ele tenha parecido ter deixada aberta a possibilidade de flexibilizá-las como parte das discussões. Trump também disse que convidou Kim para visitar Washington.

Outros presidentes dos EUA visitaram a DMZ?

Vários estiveram na linha do armistício que divide a península desde o fim da Guerra Coreana em 1953, amplamente para mostrar apoio ao Sul.

Tanto Jimmy Carter quanto Bill Clinton estiveram na Coreia do Norte, indo até a capital, Pyongyang, mas somente após deixarem o cargo.

Contudo, nenhum presidente em exercício realmente havia pisado em território norte-coreano.

Fontes: CNN, BBC


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!