Passageira de avião foi forçada a se cobrir com cobertor por causa de ‘roupa inapropriada’

Publicado em 10 de julho de 2019, em Notícias do Mundo

A situação repercutiu online após a passageira ter postado sobre isso no Twitter.

Neste Artigo:
&nbspPassageira de avião foi forçada a se cobrir com cobertor por causa de ‘roupa inapropriada’
Um avião da American Airlines (ilustrativa/banco de imagens)

Uma mulher relatou que foi removida brevemente de um voo da American Airlines por causa de sua roupa, que foi considerada inapropriada – uma decisão que repercutiu online após a passageira ter postado sobre isso no Twitter.

Publicidade

Tisha Rowe, de 37 anos, médica que mora no Texas, disse que estava viajando de Kingston, na Jamaica, para Miami, em 30 de junho quando uma comissária se aproximou e disse que precisava conversar com ela fora da aeronave.

Rowe disse ao BuzzFeed que ela e seu filho de 8 anos foram guiados para fora da aeronave e perguntaram à ela se tinha uma jaqueta. Confusa, Rowe respondeu “Não, não tenho”. Após fazer mais perguntas à Rowe, a comissária deixou claro que ela não poderia entrar a bordo porque seu macacão estava muito “revelador”.


“Fiquei sem ação”, disse Rowe. “Não havia nada que eu pudesse fazer naquele momento além de desistir do meu dinheiro e do meu lugar no avião para defender minha posição que eu estava completamente apropriada”.

Usando um cobertor que foi fornecido pela tripulação, ela cobriu seu quadril e caminhou de volta ao seu lugar se sentindo “humilhada”.

Quando ela chegou em casa, postou na mídia social sobre o incidente juntamente com fotos de sua roupa, o que gerou muitos comentários de usuários os quais acreditam que Rowe foi “policiada” por causa de suas curvas.

Rowe também acredita que houve discriminação racial, enfatizando que ela foi a única passageira a ser abordada, apesar de haver outras no voo usando roupas similares à dela.

“Se eu fosse uma mulher branca você não teria me pedido para sair do avião”, isso foi o que Rowe disse à comissária que a chamou para conversar.

Shannon Gilson, porta-voz da American Airlines, disse em uma declaração que a companhia aérea tentou entrar em contato com Rowe para “pedir desculpas pessoalmente” à ela e ao seu filho por causa da situação.

“Ficamos preocupados com os comentários da Dra. Rowe e entramos em contato com ela e nossa equipe no aeroporto de Kingston para reunir mais informações sobre o que ocorreu”, enfatizou Gilson.

“Queremos pedir desculpas pessoalmente à Dra. Rowe e ao seu filho pelo que passaram, e reembolsamos toda a viagem dela. Temos orgulho de atender nossos clientes de todas as origens e estamos comprometidos a oferecer uma experiência de voo positiva e segura para todos que voam conosco”.

As políticas de transporte da American Airlines instruem os passageiros “a se vestirem de forma apropriada; pés descalços e roupas ofensivas não são permitidos”. Entretanto, o que é considerado “apropriado” não é especificado.

Fonte: BuzzFeed


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
UNIP Faculdade à distância
Kumon - Estude japonês!