Mulher em estado vegetativo há 10 anos dá à luz; polícia investiga o caso

Publicado em 10 de janeiro de 2019, em Notícias do Mundo

Nos EUA, a polícia está buscando amostras de DNA de funcionários do sexo masculino em uma clínica de repouso onde uma paciente em estado vegetativo deu à luz.

Neste Artigo:
&nbspMulher em estado vegetativo há 10 anos dá à luz; polícia investiga o caso
A paciente, que não foi identificada, teria dado à luz um menino em 29 de dezembro de 2018 (ilustrativa/banco de imagens)

A polícia no Arizona, nos EUA, está buscando amostras de DNA de funcionários do sexo masculino em uma clínica de repouso onde uma paciente em estado vegetativo deu à luz.

Publicidade

O incidente ocorreu em uma clínica administrada pela Hacienda HealthCare, perto de Phoenix.

O centro disse que uma ordem foi atendida pela polícia na terça-feira (8), enquanto autoridades tentam descobrir como a mulher ficou grávida.

Segundo informações, a mulher é paciente na clínica há pelo menos uma década após ela sofrer um incidente em que quase morreu por afogamento.

No início desta semana, o chefe executivo da corporação responsável pela clínica se demitiu por causa da situação que veio à tona.

Em uma coletiva de imprensa realizada na quarta-feira (9), o porta-voz da polícia de Phoenix, o sargento Tommy Thompson, disse que não tinham conhecimento se algum funcionário tenha recusado a fornecer uma amostra de DNA.

Em seu site, a Hacienda HealthCare disse que oferece cuidados a “crianças, adolescentes e jovens adultos medicamente e cronicamente frágeis, assim como àqueles com deficiências intelectuais e de desenvolvimento”.

A paciente, que não foi identificada, teria dado à luz um menino em 29 de dezembro de 2018. A mãe e o bebê estão em um hospital local.

Traumatizada

O advogado John Micheaels, que representa a família da mulher, descreveu a situação da paciente como “completamente vulnerável”.

“Obviamente que a família está revoltada, traumatizada e em choque pelo abuso e negligência dos cuidados com sua filha no Hacienda HealthCare”, disse o advogado ao 12 News na NBC.

Os parentes disseram que ainda não estavam prontos para se apresentarem e pediram para dizer a todos que a criança nasceu “em uma família amorosa e que será bem cuidada”.

A mulher é membro da Tribo Apache de San Carlos, de acordo com uma declaração divulgada pelos líderes da tribo na terça-feira.

“Estou profundamente chocado e horrorizado pelo tratamento dado a um de nossos membros”, disse o líder da tribo Terry Rambler.

Relatos da mídia local dizem que os funcionários da clínica desconheciam a gravidez da paciente até ela dar à luz.

“Continuaremos a operar junto com a polícia de Phoenix e todas as outras agências investigativas para desvendar os fatos nessa situação profundamente perturbadora e sem precedentes”, disse a Hacienda em uma declaração.

A empresa também disse que havia buscada assistência jurídica sobre a possibilidade de testes de DNA obrigatórios para os funcionários, mas foi informada que isso violaria a lei federal.

O Departamento do Arizona de Serviços de Saúde disse medidas de segurança adicionais foram implementadas na clínica desde o dia em que o caso veio à tona.

Fonte: BBC


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!