Caçador é obrigado a assistir ‘Bambi’ uma vez por mês na prisão

Publicado em 19 de dezembro de 2018, em Notícias do Mundo

O caçador foi ordenado a assistir ao clássico Bambi como parte de sua sentença por matar ilegalmente centenas de cervos.

Neste Artigo:
&nbspCaçador é obrigado a assistir ‘Bambi’ uma vez por mês na prisão
Trailer do filme Bambi, 1942 (YouTube)

Um caçador foi ordenado a assistir ao clássico da Walt Disney, Bambi, como parte de sua sentença por matar ilegalmente centenas de cervos.

Publicidade

David Berry recebeu a ordem de um tribunal no Missouri para assistir ao filme pelo menos uma vez por mês durante sua sentença de um ano na prisão, no que agentes de conservação chamaram de um dos maiores casos de caça ilegal na história do estado.

“Os cervos eram abatidos ilegalmente como troféus, a maioria à noite, por causa de suas cabeças, largando os corpos para apodrecerem”, disse Don Trotter, promotor público no Condado de Lawrence.

Berry, seu pai, dois irmãos e um outro homem que os ajudaram tiveram seus privilégios de caça, pesca e armadilha revogados temporariamente ou permanentemente. Os homens pagaram US$51 mil em multas e custas judiciais, mas o juiz ordenou uma adição especial à sentença de Berry por tirar a vida selvagem ilegalmente.

Registros do tribunal mostram que ele foi ordenado pelo juiz do Condado de Lawrence, Robert George, a “ver o filme Bambi da Walt Disney, com a primeira exibição em 23 de dezembro de 2018 ou antes e pelo menos uma dessas exibições a cada mês depois disso”, enquanto estiver na prisão.

&nbspCaçador é obrigado a assistir ‘Bambi’ uma vez por mês na prisão
David Berry deve assistir ao clássico da Disney como parte de sua condenação por matar ilegalmente centenas de cervos no Missouri (AP via The Guardian)

Berry também foi sentenciado a 120 dias de prisão no Condado de Barton por violação de liberdade condicional por porte de armas de fogo.

Seu pai, David Berry Sr, e seu irmão, Kyle Berry, foram presos em agosto após uma investigação de nove meses que também envolveu casos no Kansas, Nebraska e Canadá. O departamento de conservação de Missouri disse que informações da investigação levaram aos 14 residentes de Missouri a enfrentar mais de 230 acusações em 11 condados.

Investigadores dizem que outro filho de Berry Sr, Eric Berry, foi pego depois com uma outra pessoa apontando luzes para os cervos à noite para fazer os animais pararem e ficarem mais fáceis de caçar.

A investigação sobre Berry começou no fim de 2015, quando a agência de conservação recebeu uma denúncia anônima de caça de cervos no Condado de Lawrence.

Fonte: The Guardian


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão