Infecções por ‘superbactérias’ podem estar relacionadas a endoscópios da Olympus

Publicado em 27 de novembro de 2018, em Notícias do Mundo

Entre 2012 e 2015 mais de 190 infecções por “superbactérias” após o uso de endoscópios produzidos pela japonesa Olympus foram relatados na Europa e EUA.

Neste Artigo:
&nbspInfecções por ‘superbactérias’ podem estar relacionadas a endoscópios da Olympus
Cerca de 50 ações judiciais foram movidas contra a fabricante japonesa de equipamentos ópticos buscando indenizações por causa das infecções causadas pelas superbactérias (imagem ilustrativa/ banco de imagens PM)

Mais de 190 infecções por “superbactérias” após o uso de endoscópios produzidos pela japonesa Olympus foram relatados na Europa e EUA entre 2012 e 2015, de acordo com uma investigação realizada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos – ICIJ, na sigla em inglês.

Publicidade

O ICIJ também revelou que um executivo da Olympus em Tóquio enviou um email em 2013 ao braço dos EUA declarando “Não é preciso comunicar todos os usuários ativamente” sobre a possibilidade de infecção devido ao uso dos duodenoscópios da Olympus.

“Você só deveria se comunicar com o usuário que fizer uma pergunta”, dizia o email apresentado como evidência em ações judiciais.

Vários dos indivíduos infectados com bactérias resistentes a antibióticos morreram, apesar de não haver a certeza de que suas mortes foram o resultado direto da infecção, disse o consórcio que a Kyodo News também é participante.

As infecções podem ter ocorrido devido a dificuldades na limpeza e esterilização do equipamento.

O site Kaiser Health News dos EUA relatou que pelo menos 35 pessoas morreram desde 2013 após desenvolver infecções ligadas aos duodenoscópios da Olympus.

Cerca de 50 ações judiciais foram movidas contra a fabricante japonesa de equipamentos ópticos buscando indenizações por causa das infecções causadas pelas superbactérias.

Em 2015, a FDA- Food and Drug Administration dos EUA emitiu um alerta para a empresa por falhar em relatar prontamente as infecções bacterianas mesmo tendo consciência sobre elas em novembro de 2012.

A Olympus se recusou a comentar porque isso “poderia influenciar” os processos das ações judiciais.

&nbspInfecções por ‘superbactérias’ podem estar relacionadas a endoscópios da Olympus
A imagem acima, sem data, mostra o duodenoscópio TJF-Q180V da Olympus (Olympus)

Os duodenoscópios TJF-Q180V que podem ter causado as infecções vinham sendo vendidos desde 2010 na Europa e EUA, de acordo com um relatório compilado por um legislador dos EUA e documentos de ações judiciais.

Mais de 190 pessoas foram infectadas em 17 instituições médicas nos EUA, Holanda, França e Alemanha.

Autoridades europeias, suspeitando que as infecções poderiam ser o resultado de dificuldades em limpar os endoscópios, ordenaram à Olympus que alertassem os usuários do equipamento sobre a possibilidade.

Após o alerta de segurança ter sido emitido pela Olympus na Europa em janeiro de 2013, o número de infecções na região foi de aproximadamente 50, significantemente menor que os cerca de 140 nos EUA.

Separadamente, uma análise de dados feita pela ICIJ conduzida desde a primavera mostraram que mais de 5.4 milhões de casos de problemas de saúde ligados a equipamentos médicos, incluindo os duodenoscópios da Olympus e produtos de outras fabricantes, como marca-passo e dispositivos intrauterinos, foram relatados ao FDA nos últimos 10 anos.

Fonte: Mainichi


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
UNIP Faculdade à distância
Kumon - Estude japonês!