Incêndio gigantesco em Manaus queima cerca de 600 casas

Publicado em 19 de dezembro de 2018, em Brasil

Um incêndio de proporção gigantesca destruiu parte de uma favela em Manaus, deixando cerca de 2 mil desabrigados. Saiba a causa.

Neste Artigo:
&nbspIncêndio gigantesco em Manaus queima cerca de 600 casas
Foto: Alex Pazuello/Semcom/Prefeitura de Manaus, via Agência Brasil

O presidente Michel Temer colocou na terça-feira (18) os órgãos do governo federal à disposição das autoridades estaduais do Amazonas para apoiar no combate a um incêndio que atingiu uma comunidade carente, na zona sul de Manaus. As chamas atingiram cerca de 600 casas, desde a noite de segunda-feira (17).

Publicidade

Temer se manifestou em sua conta pessoal no Twitter. “Minha solidariedade às famílias vítimas do incêndio em Manaus. Falei com o prefeito [de Manaus] Arthur Virgílio [PSDB] e coloquei o governo federal à disposição.”

O incêndio atingiu residências no bairro Educandos na comunidade denominada favela do Bodozal, na capital amazonense.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o fogo foi controlado por volta da 1h da terça-feira.

“Conseguimos conter o incêndio. Estamos na fase de rescaldo, para tentar evitar a reignição. A operação durou em torno de três horas”, disse o subcomandante dos Bombeiros Militares do Amazonas.

Causa do incêndio

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, há indícios de que a ocorrência tenha começado após a explosão de uma panela de pressão em uma das residências. O vento estava muito forte e ajudou o fogo a se alastrar pelas casas de madeira.

De acordo com os bombeiros, foram mobilizados 100 bombeiros e 14 caminhões. Segundo eles, mais de 100 mil litros d’água foram usados para combater o fogo.

Pelo menos quatro pessoas precisaram de atendimento hospitalar. O secretário executivo da Defesa Civil do estado do Amazonas, Hermógenes Rabelo, afirmou que este pode ter sido o maior incêndio urbano já ocorrido na capital.

Cerca de 2 mil pessoas foram evacuadas temporariamente do local. Além do atendimento dos profissionais de várias áreas, duas escolas e um centro social foram colocados à disposição das vítimas desabrigadas, informou a prefeitura.

O prefeito do município, Arthur Virgílio Neto, destacou que irá tomar medidas para acelerar a compra de materiais e insumos que possam auxiliar no atendimento das vítimas. “Irei assinar um decreto de calamidade pública, para comprar com agilidade, sem a necessidade do burocrático processo de licitação, tudo o que for necessário, neste momento para ajudar estas famílias que perderam o pouco que tinham neste incêndio”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
IKAI - Empregos no Japão!
Banco do Brasil