CEO de companhia aérea é multado por não conceder licença menstrual a comissárias

Publicado em 27 de abril de 2021, em Ásia

O CEO da empresa aérea disse que as mulheres não forneceram prova de que estavam ‘naqueles dias’.

Neste Artigo:
&nbspCEO de companhia aérea é multado por não conceder licença menstrual a comissárias
Mulher com bolsa de água quente na barriga para aliviar cólicas menstruais (ilustrativa/banco de imagens)

Um ex-CEO que se recusou a permitir que funcionárias tirassem licença menstrual protegida pela lei empregatícia foi multado em quase $1,8 mil por um tribunal na Coreia do Sul.

Publicidade

Kim Soon-cheon, ex-chefe da Asiana Airlines, recusou 138 pedidos de 15 comissárias de bordo em 2014 e 2015.

Ele disse que as funcionárias não apresentaram prova de que estavam menstruadas.

Desde 1953, mulheres na Coreia do Sul têm permissão para tirar um dia de folga por mês se elas tiverem dores muito fortes durante o período menstrual.

O que é a licença menstrual?

Essa licença permite que as mulheres tirem um dia de folga por mês, muitas vezes não pago, quando elas estão menstruadas, mas poucas fazem uso.

A licença existe em vários países, incluindo Japão, Indonésia e Taiwan.

Apoiadores dizem que a licença menstrual é tão importante quanto à licença maternidade, um reconhecimento de um processo biológico básico.

Contudo, críticos dizem que isso reforça estereótipos negativos de funcionárias e poderia até desencorajar empregadores de contratar mulheres.

Fonte: BBC


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
EASY CAR RIDE