Mulher é condenada a 43 anos de prisão por insultar monarquia tailandesa

Publicado em 21 de janeiro de 2021, em Ásia

A ex-funcionária pública compartilhou clipes de áudio na mídia social que foram vistos como insulto à monarquia.

Neste Artigo:
&nbspMulher é condenada a 43 anos de prisão por insultar monarquia tailandesa
A mulher de 65 anos, que foi presa em 2015, inicialmente foi condenada a 87 anos de prisão (NHK)

Um tribunal tailandês condenou uma mulher a mais de 43 anos de prisão por criticar a família real.

Publicidade

Acredita-se que essa seja a condenação mais longa já decidida por violar a lei de lesa-majestade do país. Grupos da direita manifestaram preocupação de que isso representa uma ameaça de liberdade de expressão.

O Tribunal Criminal de Bangkok considerou culpada a ex-funcionária pública Anchan Preelert por 29 violações de compartilhar clipes de áudio na mídia social que foram vistos como insulto à monarquia. A rigorosa lei de lesa-majestade do país implica uma pena de 3 a 15 anos por cada violação.

A mulher de 65 anos, que foi presa em 2015, inicialmente foi condenada a 87 anos de prisão, mas o termo foi reduzido pela metade porque ela concordou em confessar a culpa.

A sentença ocorre em um momento quando a polícia está cada vez mais abordando manifestantes antigoverno que questionam abertamente o papel e riqueza da família real.

Nos meses recentes, mais de 40 manifestantes foram chamados para interrogatório da polícia, mas nenhum foi preso.

Na semana passada, um estudante que havia participado de vários protestos foi preso e depois solto sob fiança após ter sido pego criticando a monarquia.

Advogados dizem que essa foi a primeira vez que a lei foi aplicada a manifestantes.

Fonte: NHK


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão