Vietnã é agora o maior fornecedor de café do Japão

Publicado em 21 de setembro de 2020, em Ásia

As importações dos grãos robusta, usados para fazer café instantâneo, aumentaram com mais pessoas trabalhando home offfice em meio à pandemia.

Neste Artigo:
&nbspVietnã é agora o maior fornecedor de café do Japão
Agricultora colhendo café em fazenda no Vietnã (ilustrativa/banco de imagens PM)

Com mais pessoas trabalhando de casa durante a pandemia de Covid-19, o consumo de café instantâneo está aumentando no Japão enquanto o de grãos de infusão, que são caros, se mantém lento.

Publicidade

Isso, em troca, está aumentando a demanda por grãos de café robusta, que são principalmente usados para fazer café instantâneo. As vendas de grãos arábica de maior qualidade, favoritos de cafeterias, diminuíram.

A tendência tornou o Vietnã, o maior produtor de café robusta, o principal fornecedor de grãos de café do Japão e colocou o Brasil em segundo lugar.

A pandemia mudou radicalmente o consumo de café para casa. Enquanto os preços de ambas as variedades começaram a aumentar no início do verão quando a propagação do coronavírus diminuiu, eles mudaram posteriormente.

O estado de emergência do Japão, declarado em abril, fechou cafés e restaurantes em todo o país, forçando a Starbucks, por exemplo, a suspender as operações em cerca de mil estabelecimentos. Os fechamentos jogaram um balde de água fria sobre a demanda por grãos arábica.

Dessas duas variedades mais populares de grãos de café, a arábica é amplamente considerada superior pelo seu aroma, sabor e qualidade em geral. Ela é usada pela maioria dos cafés e restaurantes.

Em contraste, a demanda pela robusta, uma variedade mais barata e amarga usada em produtos de café instantâneo, tem estado forte enquanto as restrições de Covid-19 mantêm as pessoas em casa.

A demanda por café instantâneo disparou, de acordo com a Ajinomto AGF, uma processadora de alimentos. Suas vendas cresceram cerca de 10% em comparação ao ano anterior, disse a companhia.

Mudanças nos padrões de consumo também afetaram as importações de grão de café não torrados. O Vietnã foi o maior vendedor de grãos não torrados ao Japão para os primeiros 7 meses do ano, de acordo com dados de comércio. Um total de 67.392 toneladas de grãos não torrados foi importado do país no Sudeste Asiático durante o período, alta de 26% no ano.

Enquanto isso, importações do Brasil, principalmente dos grãos arábica, caíram 40% durante o período para 63.850 toneladas. Importações do Vietnã ultrapassaram as do Brasil, há muito tempo o fornecedor número 1 do Japão, pela primeira vez.

O Vietnã está no caminho de ultrapassar o Brasil para o ano todo, disse Shiro Ozawa, conselheiro na comerciante especializada em café sediada em Tóquio, a Wataru & Co. “Esse é um momento histórico”.

Fonte: Asia Nikkei


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão