Coronavírus: milhões de pessoas voltam para lockdown nas Filipinas

Publicado em 3 de agosto de 2020, em Ásia

As novas restrições anunciadas pelo presidente Rodrigo Duterte se aplicam à capital Manila e cinco províncias vizinhas na ilha de Luzon.

Neste Artigo:
&nbspCoronavírus: milhões de pessoas voltam para lockdown nas Filipinas
Entrada do Aeroporto Internacional Ninoy Aquino de Manila lotada de pessoas em 26 de julho de 2020 (banco de imagens PM)

Mais de 27 milhões de pessoas nas Filipinas – cerca de um quarto da população – voltarão ao lockdown na terça-feira (4) após profissionais da saúde sobrecarregados terem alertado que o país estava perdendo a batalha contra o novo coronavírus.

Publicidade

Desde o início de junho, quando grande parte do país emergiu de uma das mais longas ordens de ficar em casa, infecções confirmadas na ilha aumentaram em 5 vezes, passando das 100 mil.

As novas restrições anunciadas pelo presidente Rodrigo Duterte no último domingo (2) se aplicam à capital Manila e cinco províncias vizinhas na ilha de Luzon.

Para as próximas duas semanas, os serviços de transporte público serão interrompidos e voos domésticos serão paralisados para tentar desacelerar a propagação do vírus, o qual já matou mais de 2 mil pessoas no país.

No domingo, as Filipinas anunciaram um recorde de 5.032 novas infecções.

Mais de 5 mil profissionais da saúde contraíram o vírus – incluindo 500 na semana passada, mostram números do departamento de saúde. Um total de 38 morreu até agora.

Pesquisadores da Universidade das Filipinas projetam que o número total de infecções vai passar de 200 mil até o fim de agosto.

Fonte: Japan Today


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão