China oferece empréstimo de US$1 bilhão à América Latina para acesso a sua vacina contra Covid-19

Publicado em 24 de julho de 2020, em Ásia

A América Latina se tornou o epicentro da pandemia global no fim de maio. O Brasil tem o 2º maior número de casos de coronavírus globalmente.

Neste Artigo:
&nbspChina oferece empréstimo de US$1 bilhão à América Latina para acesso a sua vacina contra Covid-19
Imagem ilustrativa de vacina contra Covid-19 (PM)

O ministro de relações exteriores chinês Wang Yi anunciou um empréstimo de US$1 bilhão à América Latina e Caribe para acesso a sua vacina contra Covid-19 durante uma reunião virtual com seus homólogos latino-americanos na quarta-feira (22), de acordo com uma declaração divulgada pelo Ministério de Relações Exteriores mexicano.

Publicidade

“O Ministério de Relações Exteriores da China disse que a vacina desenvolvida em seu país será um benefício público de alcance universal, e que seu país designará um empréstimo de US$1 bilhão para ajudar no acesso para nações da região”, disse a declaração.

Durante uma coletiva de imprensa na quinta-feira (23), o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador agradeceu a China após o anúncio.

A reunião virtual na quarta-feira foi liderada pelo ministro de relações exteriores do México, Marcelo Ebrard, e Wang Yi. Seus homólogos da Argentina, Barbados, Equador, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Panamá, Peru, Trinidad e Tobago e Uruguai também participaram.

A América Latina se tornou o epicentro da pandemia global no fim de maio. Uma análise da CNN de dados da Universidade Johns Hopkins na semana passada descobriu que a América Latina e o Caribe haviam sofrido mais mortes por coronavírus do que os EUA e Canadá – embora esse último ainda tenha reportado mais óbitos per capita.

O Brasil tem o segundo maior número de casos de coronavírus globalmente, após os EUA, com mais de 2,2 milhões de pessoas infectadas, de acordo com a Johns Hopkins.

A companhia de biotecnologia chinesa Sinovac iniciou a fase 3 de um teste de vacina no país, junto com um outro ensaio de fase 3 da Universidade de Oxford e da empresa farmacêutica AstraZeneca.

Peru, Chile e México também estão entre as nações com mais casos confirmados, enquanto o vírus também esteja se espalhando na Venezuela, onde preocupações foram levantadas em relação ao incapacitado sistema de saúde do país.

Respostas dos governos ao vírus se diferenciaram radicalmente por toda a América Latina, entretanto, a força de trabalho informal da região e altos níveis de desigualdade estão entre os fatores levando à ampliação do surto.

O vírus também deixou ainda mais tensas as relações entre os EUA e a China, com a administração de Trump atacando repetidamente o país asiático em sua resposta à Covid-19.

Fonte: CNN


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão