Taiwan prepara-se para próxima pandemia

Publicado em 16 de junho de 2020, em Ásia

Ministro em Taiwan disse que uma lição aprendida com a luta contra a Covid-19 é que o governo deve ter suprimentos suficientes de produtos necessários para o público.

Neste Artigo:
&nbspTaiwan prepara-se para próxima pandemia
Mulher usa máscara para se proteger do coronavírus (ilustrativa/PM)

Taiwan, um dos poucos lugares que efetivamente conteve um surto do coronavírus, já está estocando suprimentos para uma próxima pandemia.

Publicidade

As reservas incluirão energia, alimentos, suprimentos médicos como máscaras cirúrgicas, equipamento de proteção pessoal e ventiladores, disse o vice-ministro de Assuntos Econômicos Lin Chuan em uma entrevista. O governo revisará estoques atuais e ajustará conforme necessário. Ele também investirá em produção doméstica de produtos fundamentais.

“Uma lição aprendida por conta da luta contra a Covid-19 é que o governo deve ter suprimentos suficientes de produtos necessários para o público”, disse Lin. “Precisamos ter planos e se preparar com antecedência”.

Devido à pressão da China, Taiwan é excluído da Organização Mundial da Saúde e de outros conselhos globais que têm foco na pandemia.

Como resultado, ele teve que cuidar de si mesmo, oferecendo lições valiosas para países que aspirariam a fazer o mesmo. Desde que registrou seu primeiro caso em 21 de janeiro, a ilha de 24 milhões registrou menos de 500 infecções e somente 7 mortes – sem fechar escolas ou interromper as atividades econômicas.

Oficiais creditam parte dos esforços de Taiwan a sua decisão rápida de estocar e distribuir máscaras.

Com início em janeiro, o governo expropriou todas as máscaras produzidas nacionalmente e proibiu mais exportações.

Soldados se juntaram a linhas de produção e o governo pagou por equipamento adicional. Dentro de 4 meses, companhias aumentaram a produção de 2 para 10 milhões de unidades por dia, permitindo à ilha que racionasse e distribuísse máscaras a residentes em uma base regular.

“Usaremos a experiência de estocar máscaras para construir redes de fornecimento de outras necessidades”, disse Lin. “O governo tomará um papel mais ativo em fortalecer estoques de produtos estratégicos e estabilizar suprimentos e preços de mercado”.

Estoques de farinha, óleo de soja, enlatados, macarrão instantâneo e papel higiênico serão aumentados do atual fornecimento, o qual o Ministério de Assuntos Econômicos estima que duraria de 1 a 3 meses.

Em seu discurso inaugural, a presidente Tsai Ing-wen disse que essa iniciativa seria uma das seis prioridades econômicas de Taiwan. Ao longo dos próximos 4 anos, disse ela, a ilha estabilizará “indústrias estratégicas de estoques que podem garantir o fornecimento estável de produtos fundamentais”.

Médicos, epidemiologistas e virologistas alertaram que uma pandemia como a da Covid-19 provavelmente se tornará mais comum no futuro. Cerca de 650.000 a 840.000 doenças de animais têm a capacidade de infectar e adoecer humanos, que é como especialistas acreditam que o coronavírus ocorreu pela primeira vez.

A iniciativa de estoque de Taiwan também dará suporte à ilha na ocorrência de um desastre natural, o qual, como uma pandemia, deve se tornar mais frequente.

Fonte: Bloomberg


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão