Coronavírus pode ter se espalhado na China em agosto, indica pesquisa de Harvard

Publicado em 10 de junho de 2020, em Ásia

A pesquisa mostrou um aumento acentuado na ocupação de estacionamentos de hospitais em agosto de 2019. Saiba mais.

Neste Artigo:
&nbspCoronavírus pode ter se espalhado na China em agosto, indica pesquisa de Harvard
Pessoas usando máscara e vendendo comida durante segundo dia de lockdown em Wuhan, 24 de janeiro de 2020 (PM)

O novo coronavírus pode ter se espalhado na China em agosto de 2019, de acordo com uma pesquisa da Escola Médica de Harvard baseada em imagens de satélite de padrões de visita a hospitais e dados de ferramentas de busca.

Publicidade

A pesquisa usou imagens de satélite de alta resolução de estacionamentos de hospitais em Wuhan – onde a doença emergiu em dezembro de 2019 – e dados de consultas em ferramentas de busca para coisas como “tosse” e diarreia”.

“Tráfego aumentado em hospitais e dados de busca de sintomas em Wuhan precederam o início documentado da pandemia de SARS-CoV-2 em dezembro de 2019”, de acordo com a pesquisa.

“Enquanto não podemos confirmar se o volume aumentado estava diretamente relacionado ao novo vírus, nossa evidência suporta outros trabalhos recentes mostrando que o surgimento aconteceu antes da identificação no mercado de frutos do mar de Huanan”.

A pesquisa pode ser vista neste site.

“Essas descobertas também corrobam a hipótese de que o vírus emergiu naturalmente no sul da China e estava potencialmente já circulando na época do cluster de Wuhan”, de acordo com a pesquisa.

A pesquisa mostrou um aumento acentuado na ocupação de estacionamentos de hospitais em agosto de 2019.

“Em agosto, identificamos um aumento único em buscas por “diarreia” que nunca havia sido visto antes em temporadas anteriores de influenza ou reproduzidas em dados de busca por tosse”, de acordo com a pesquisa.

A ministra de relações exteriores chinesa Hua Chunying, questionada sobre a pesquisa em uma coletiva de imprensa diária na terça-feira (9), rejeitou as descobertas.

“Acho isso ridículo, incrivelmente ridículo, surgir com essa conclusão baseada em observações superficiais como volume de tráfego”, disse ela.

Fonte: Straits Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão