Tailândia ainda não está reabrindo suas fronteiras para turistas internacionais

Publicado em 28 de maio de 2020, em Ásia

Por enquanto, aqueles que têm uma viagem à Tailândia em mente precisarão esperar pelo menos mais alguns meses antes de fazerem suas malas.

Neste Artigo:
&nbspTailândia ainda não está reabrindo suas fronteiras para turistas internacionais
Phang Nga na Tailândia (PM)

Com notícias de que muitos países na Europa estão reabrindo para o turismo em tempo para o verão, viajantes que estão com suas visões definidas para a Ásia estão aguardando ansiosamente informações ou quando eles terão permissão para visitar seu destino favorito.

Publicidade

Por enquanto, aqueles que têm a Tailândia em mente precisarão esperar pelo menos mais alguns meses antes de fazerem suas malas.

“Ainda está dependente da situação do surto, mas acho que o mais brevemente poderemos ver o retorno de turistas no quarto trimestre deste ano”, disse Yutasak Supasorn, governador da Autoridade de Turismo da Tailândia – TAT, ao CNN Travel.

E mesmo depois, diz ele, provavelmente haverá restrições sobre quem pode visitar e onde essas pessoas poderão ir.

“Não vamos abrir tudo de uma vez”, acrescenta ele. “Ainda estamos em alerta máximo, não podemos simplesmente baixar nossas guardas. Temos que analisar o país de origem dos viajantes para ver se suas situações melhoraram verdadeiramente. E, por fim, teremos que ver se nossas operadoras de negócios estão prontas para receber turistas sob o novo normal”.

Versões similares dessa estratégia já estão sendo vistas na região – referida como “bolhas de turismo”. Basicamente, um país abrirá suas fronteiras reciprocamente a destinos que também têm situações de coronavírus sob controle.

Uma vez que a Tailândia abrir para turistas internacionais, eles provavelmente poderão visitar somente certas áreas, disse Yutasak.

“Estudamos uma possibilidade de oferecer pacotes especiais de longa estada em áreas isoladas e fechadas onde o monitoramento de saúde pode ser facilmente controlado – por exemplo, em Koh Pha Ngan e em Koh Samui. Isso será benéfico tanto para turistas quanto para residentes locais, visto que isso é quase um tipo de quarentena”.

&nbspTailândia ainda não está reabrindo suas fronteiras para turistas internacionais
Railay Beach (PM)

Yutasak disse que eles estão finalizando um panorama para reiniciar o turismo, mas grande parte da tomada de decisão fica nas mãos do CCSA – Centro para Administração da Situação da Covid-19 – o qual decidirá quando é o melhor momento para abrir a fronteira.

Bill Barnett, diretor-geral da firma de consultoria C9 Hotelworks focada na Ásia, diz que “passos de bebê são necessários” para reacender o turismo internacional.

“Os próximos passos são acordo bilaterais entre países”, diz ele.

Por enquanto, a Tailândia não está considerando nenhuma possibilidade e as fronteiras do país continuam firmemente fechadas.

&nbspTailândia ainda não está reabrindo suas fronteiras para turistas internacionais
O Templo Wat Arun (PM)

A Autoridade de Aviação Civil da Tailândia – CAAT emitiu uma proibição temporária sobre todos os voos comerciais internacionais ao país até 30 de junho, excluindo os de repatriação.

Os tailandeses que retornam nesses voos são colocados em instalações de quarentena por 14 dias.

Enquanto isso, em 26 de maio, o Gabinete tailandês concordou em estender o estado de emergência nacional até 30 de junho.

Aparentemente, a Tailândia conseguiu evitar as devastações do vírus vivenciadas por muitos outros países no mundo.

Quando essa reportagem foi publicada, a Tailândia registrava 3.042 casos de Covid-19 e 57 mortes.

Ela vem reportando somente uma porção de novos casos a cada dia – ocasionalmente zero.

Casos de transmissões locais são baixos, com as mais recentes infecções descobertas em repatriados que ficaram sob quarentena.

Tailândia impulsiona turismo doméstico, relaxa medidas de lockdown

A Tailândia agora está focada em reabrir para o turismo doméstico em junho, diz Yusatak.

Resorts e hotéis em alguns destinos turísticos em todo o país já receberam permissão para reabrir, incluindo em Hua Hin, uma praia popular a cerca de 200Km ao sul de Bangkok.

Medidas de lockdown nacionais colocadas em vigor no fim de março vinham sendo relaxadas em estágios até maio.

Shoppings, mercados, museus e algumas atrações turísticas já foram reabertos e mais devem seguir. O Grande Palácio de Bangkok, por exemplo, reabrirá em 4 de junho.

Parques nacionais, parques temáticos, estádios, spas, casas de massagem e cinemas continuam fechados, mas a mídia local divulga que alguns provavelmente terão permissão para reabrir em junho.

Restaurantes – limitados a oferecer somente serviços de entrega e takeout no fim de março – agora podem deixar clientes fazerem suas refeições dentro dos estabelecimentos, mas são proibidos de servir bebidas alcoólicas e devem aderir a medidas de distanciamento social rigorosas. Pubs e casas noturnas continuam fechados, e um toque de recolher está em vigor das 23h às 4h.

Redes de transporte local estão aumentando os serviços, incluindo ferrovias e linhas rodoviárias, enquanto companhias aéreas estão colocando em operação mais voos domésticos.

O Aeroporto Internacional de Phuket, entretanto, continua fechado até novo aviso.

A ilha turística mais popular da Tailândia emergiu como foco de coronavírus em março, enfrentando a taxa de infecção per capita mais alta de todas as 77 províncias da Tailândia.

Como resultado, oficiais de Phuket impuseram medidas de lockdown rigorosas e embarcaram em uma condução intensa para testar residentes.

Mas com os casos diminuindo nos últimos dias, operadoras da indústria de viagens questionam o fechamento continuado do aeroporto da ilha quando o resto do país está abrindo para voos domésticos.

Negócios locais enfrentam dificuldades

Mesmo com voos domésticos começando a pegar o ritmo em algumas províncias, é somente uma gota no balde.

Em 2019, cerca de 40 milhões de turistas visitaram a Tailândia, de acordo com dados do governo. A Autoridade de Turismo da Tailândia estima que somente 14 a 16 milhões virão este ano.

&nbspTailândia ainda não está reabrindo suas fronteiras para turistas internacionais
Placa do Chatuchak Weekend Market (PM)

O Chatuchak Weekend Market de Bangkok, um dos destinos de compras mais populares da cidade, reabriu em 9 de maio.

Mas, embora os tailandeses terem retornado, não é o suficiente para os vendedores sobreviverem, disse a dona de loja Tassane Larlitparpaipune.

“Os turistas internacionais formam cerca de 50% da minha base de clientes”, disse ela. “A maioria é de Singapura, Hong Kong e Malásia.

Vida selvagem

Contudo, a pandemia de Covid-19 não teve consequências completamente negativas. Como visto em outros destinos globais movimentados, a vida selvagem da Tailândia se beneficiou do fechamento global – principalmente os animais marinhos.

O biólogo de vida marinha Thon Thammawongsawat disse que as mudanças que ele presenciou foram marcantes, com animais retornando a destinos que eram aglomerados de turistas.

“Por exemplo, dugongos rosa foram avistados em torno de Ban Pe, em Koh Samet e tartarugas verdes depositaram seus ovos pela primeira vez em 6 anos em praias de Koh Samui”, disse ele.

Em relação à popular Maya Bay, onde foi rodado em 2000 o filme “The Beach” com Leonardo di Caprio, ela ficará fechada até pelo menos 2021, visto que o ecossistema ainda não se recuperou completamente a um nível aceitável.

A baía está fechada desde junho de 2018, parte de um programa de rejuvenescimento destinado a reavivar os corais dizimados da área.

Fonte: CNN Travel


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão