Cientistas na China acreditam que novo medicamento pode deter a Covid-19

Publicado em 20 de maio de 2020, em Ásia

O medicamento testado pode não somente reduzir o tempo de recuperação para os infectados, como também oferecer imunidade a curto prazo contra o vírus.

Neste Artigo:
&nbspCientistas na China acreditam que novo medicamento pode deter a Covid-19
Cientista em laboratório (ilustrativa/PM)

Cientistas em um laboratório chinês vêm desenvolvendo um medicamento o qual eles acreditam ter o poder de deter a pandemia de coronavírus.

Publicidade

O surto foi reportado pela primeira vez na China no fim de dezembro passado antes de se espalhar pelo mundo, levando a uma corrida internacional para encontrar tratamentos e vacinas.

Pesquisadores dizem que um medicamento sendo testado por cientistas na prestigiosa Universidade Peking pode não somente reduzir o tempo de recuperação para os infectados, como também oferecer imunidade a curto prazo contra o vírus.

O Dr. Sunney Xie, diretor do Centro de Inovação Avançada Genômica, disse que o medicamento teve sucesso no estágio de testes em animais.

“Quando injetamos anticorpos neutralizantes nos ratos infectados, após 5 dias, a carga viral foi reduzida em um fator de 2,5 mil”, disse ele. “Isso significa que esse medicamento em potencial tem um efeito terapêutico”.

O medicamento usa anticorpos neutralizantes – produzidos pelo sistema imunológico humano para prevenir que o vírus infecte células – os quais foram isolados do sangue de 60 pacientes que se recuperaram.

Um estudo na pesquisa, publicada no domingo (17) no jornal científico Cell, sugere que o uso dos anticorpos oferece uma “cura” em potencial e reduz o tempo de recuperação.

&nbspCientistas na China acreditam que novo medicamento pode deter a Covid-19
O Dr. Sunney Xie (Wikimedia/Sunney xie)

O Dr. Xie disse que “a experiência de sua equipe é em estudos dos genes de células únicas ao contrário da imunologia ou virologia. Quando percebemos que abordagem de estudo de célula única pode encontrar de forma eficiente o anticorpo neutralizante, ficamos entusiasmados”.

Ele disse que o medicamento deve estar pronto para uso no fim deste ano e em tempo para qualquer surto de inverno do vírus, o qual infectou cerca de 4,9 milhões de pessoas em todo o mundo e causou a morte de mais de 320 mil.

Planejamento para ensaio clínico teve início, disse o Dr. Xie, acrescentando que ele será realizado na Austrália e em outros países, visto que casos diminuíram na China, oferecendo poucas pessoas para testes.

“A esperança é que esses anticorpos neutralizantes podem se tornar um medicamento especializado que deteria a pandemia”, disse ele.

A China já tem 5 vacinas em potencial em estágio de teste em humanos, disse um oficial da saúde na semana passada.

Entretanto, a Organização Mundial da Saúde – OMS alertou que o desenvolvimento de uma vacina poderia levar de 12 a 18 meses.

Cientistas também apontaram para os benefícios em potencial do plasma – um fluido sanguíneo – de pacientes que se recuperaram e desenvolveram anticorpos contra o vírus, possibilitando que as defesas do corpo o ataquem.

Mais de 700 pacientes foram submetidos à terapia de plasma na China, um processo o qual as autoridade disseram ter mostrado “efeitos terapêuticos muitos bons”.

Fonte: Straits Times


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - estude japonês por correspondência!
Produtos Brasileiros no Japão