Presidente das Filipinas ordena polícia a matar aqueles que não obedecerem isolamento

Publicado em 3 de abril de 2020, em Ásia

Rodrigo Duterte ordenou a policiais e forças armadas que matem aqueles que desafiarem as medidas de isolamento para conter a propagação da Covid-19.

Neste Artigo:
&nbspPresidente das Filipinas ordena polícia a matar aqueles que não obedecerem isolamento
Esse tipo de ordem não está fora da natureza controversa do líder filipino (NHK)

Nas Filipinas, os 57 milhões de residentes da ilha principal do país, Luzon, estão sob ordens rigorosas de isolamento para evitar a propagação da Covid-19.

Publicidade

Apesar disso, muitos em favelas de Manila tomaram as ruas na quarta-feira (1º) para protestar contra uma falta de suprimentos, argumentando que não tiveram acesso a alimentos desde o início do isolamento há 2 semanas.

O governo local desmente essas afirmações e foram contra aos manifestantes, e por fim prenderam 20 pessoas que se recusaram a voltar para casa.

No fim daquela noite, o presidente filipino Rodrigo Duterte emitiu um alerta assustador aos seus cidadãos: desafiem as ordens de isolamento novamente e a polícia vai matar vocês a tiros.

“Não hesitarei. Minhas ordens são para a polícia e as forças armadas, assim como oficiais de vilas, se houver qualquer problema, ou ocasiões onde há violência e suas vidas estejam em perigo, que matem a tiros”, disse ele em um discurso transmitido pela TV. “Não intimide o governo. Não desafie o governo”. Você perderá”.

Esse tipo de ordem não está fora da natureza controversa do líder, que é notoriamente acusado de presidir execuções extrajudiciais de traficantes de drogas suspeitos nas mãos da polícia há anos. Entretanto, isso marca uma escalada assustadora na luta global contra a Covid-19.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, as Filipinas têm 2.633 casos confirmados de coronavírus e 107 mortes – significantemente menos do que qualquer outro país de tamanho comparável.

Até agora, ações tomadas por governos autoritários provaram ser eficazes em reduzir a propagação do vírus – pedindo aos residentes que sacrifiquem a privacidade e parte de sua liberdade em troca de saúde pública.

Na quinta-feira (2), como geralmente acontece após Duterte fazer esses tipos de comentários públicos inflamados, oficiais filipinos correram para insistir que o presidente estava simplesmente usando hipérbole para comunicar a gravidade da situação.

“Provavelmente o presidente apenas sublinhou demasiadamente sobre a implementação da lei nesse tempo de crise”, disse o Chefe da Polícia Nacional Filipina, Archie Gamboa, acrescentando que policiais entenderam que eles não estavam na verdade sendo instruídos a matar desordeiros.

Fonte: CBS News


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão