Trump adia aumento de tarifas sobre produtos da China

Publicado em 12 de setembro de 2019, em Ásia

As maiores economias do mundo estão presas a uma briga comercial ao longo do último ano que feriu os negócios e pesou na economia global.

Neste Artigo:
&nbspTrump adia aumento de tarifas sobre produtos da China
Bandeira e cédulas de dinheiros dos EUA e China (ilustrativa/banco de imagens)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, adiou um planejado aumento de tarifas sobre US$ 250 bilhões de produtos chineses como um “gesto de boa vontade”.

Publicidade

Em um tuíte, Trump disse que um aumento de 5% às tarifas planejado para 1º de outubro será adiado por duas semanas.

Ele disse que o adiamento havia sido solicitado pela China, e também segue uma medida feita por Pequim para eliminar algumas tarifas sobre os EUA.

Isso ocorre enquanto os dois lados se preparam para realizar novas discussões destinadas a resolver a guerra comercial de longo tempo.

Em agosto, os EUA disseram que aumentariam as tarifas sobre todos os produtos chineses, que incluiu elevar uma tarifa de 25% sobre US$250 bilhões de produtos chineses para 30%.

Na quarta-feira (11), Trump disse que o vice-premier da China Liu He havia pedido a ele que adiasse o iminente aumento de tarifas a partir de 1º de outubro, visto que a data coincidia com o aniversário da República Popular da China.

Antes, a China divulgou uma lista de 16 importações dos EUA que seriam isentas de tarifas que incluíam medicamentos para tratamento de câncer e ração para animais.

Exportações significantes dos EUA para a China como carne suína, soja e carros fabricados na América, estão ente os produtos que ainda serão alvo das tarifas elevadas.

Tensões crescentes

As maiores economias do mundo estão presas a uma briga comercial ao longo do último ano que feriu os negócios e pesou na economia global.

As tensões aumentaram nos últimos meses e Washington disse que miraria em todas as importações chinesas aos EUA com novas tarifas até o fim do ano.

Contra esse cenário, ambos os lados estão se preparando para retornar à mesa de negociações.

Reuniões preliminares devem ocorrer no fim deste mês em Washington antes do secretário do tesouro dos EUA Setevn Mnuchin e o representante do comércio Robert Lighthizer se encontrarem com Liu em outubro.

Fonte: BBC


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Kumon - Estude japonês!