Impacto continua grave: um mês depois do tufão Hagibis

Publicado em 12 de novembro de 2019, em Informações

A inundação histórica causada pela chuva pesada do tufão Hagibis deixa marcas graves. Foram 90 mortes e ainda há 2,7 mil pessoas em abrigos.

Neste Artigo:
&nbspImpacto continua grave: um mês depois do tufão Hagibis
Parque Industrial de Koriyama, em Fukushima, inundado (foto de 14/out, Nikkei)

Um mês após a passagem do tufão de número 19, o Hagibis, no arquipélago japonês, em 12 do mês de outubro, o impacto continua grave.

Publicidade

Esse tufão foi devastador, causando chuva pesada e, em consequência, danos em cerca de 300 rios, motivo das inundações jamais vistas. 

Em 13 províncias foram 90 vidas ceifadas, sendo que 5 pessoas continuam desaparecidas.

Drama dos desabrigados

Nos abrigos, até segunda-feira (11), são 2,7 mil pessoas que perderam suas casas e não têm para onde ir. Não se sabe o número das famílias que estão abrigadas em casa de parentes.

No total foram 11.706 edifícios com perda total, 11.982 com perda parcial e 67.142 inundadas no nível do solo ou acima dele. 

&nbspImpacto continua grave: um mês depois do tufão Hagibis
Abrigo da cidade de Nagano (Nikkei)

Foram 884 deslizamentos em 20 províncias. No pico do apagão foram 521.540 pontos atingidos e 166.149 edificações com corte de água. 

Prejuízos na economia causados pelo tufão

A JR West amargou 14,8 bilhões de ienes de prejuízo pelos shinkansens inundados em Nagano.

Também afetou o transporte público, pois 11 linhas convencionais de 7 companhias de trens ainda operam com restrição, até segunda-feira. 

A rede Kourakuen teve suas fábricas de Kita Kanto e Tohoku danificadas, portanto, teve que suspender o expediente de 240 de suas casa de lámen.

Grandes indústrias como Subaru, Taiyo Yuden, Hitachi e Panasonic tiveram que suspender as atividades por causa das inundações. As duas últimas ainda não retornaram.

Comércio, onsen e agricultura altamente afetados

&nbspImpacto continua grave: um mês depois do tufão Hagibis
Maçãs de propriedade da cidade de Nagano jogadas no chão pelas rajadas de vento e chuva (15/out, Nikkei)

Também existem casos em que pequenas empresas, como as de gestão familiar, são forçadas a fechar seus negócios. A extensão total dos danos à atividade econômica ainda não foi esclarecida.

Os hotéis do tipo ryokan que oferecem águas termais ou onsen em japonês, também foram afetados. Só em Hakone (Kanagawa) 57 estabelecimentos continuam com as portas fechadas, sejam por danos diretos ou porque as vias de acesso estão interrompidas.

A agricultura de 38 províncias foi afetada pela chuva e inundações, principalmente do cultivo de maçãs e arroz. Estima-se que os prejuízos devam chegar a 300 bilhões de ienes. 

Fontes: Asahi e Nikkei 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão