Governo instala centro de resposta a desastres na emergência

Publicado em 8 de julho de 2018, em Informações

Em razão das consequências da chuva intensa e intermitente desde quinta-feira, o governo instalou um centro de resposta a desastres na situação de emergência.

Neste Artigo:
&nbspGoverno instala centro de resposta a desastres na emergência
Resgate das pessoas no segundo andar do hospital inundado e cheia do rio, ambos em Kurashiki, Okayama (Sankei)

Às 8h deste domingo (8) o primeiro-ministro Shinzo Abe convocou ministros e demais autoridades do governo para a instalação do centro de resposta a desastres na emergência.

Publicidade

Foi a primeira reunião da sede central de resposta onde Abe deu as ordens. “Atendendo às mudanças da situação, de modo a melhorar a prontidão das forças de resgate de forma flexível, desejo que continuem com força total nos resgates para salvar as vidas e encaminhar as pessoas para os abrigos”, disse na abertura.

&nbspGoverno instala centro de resposta a desastres na emergência
Abe convocou ministros e diretores das agências do governo para instalação do centro de respostas a desastre, em situação de emergência (JNN)

As atividades de socorro estão sendo realizadas com uma tropa de 54 mil integrantes. Considera reforçar ainda mais dependendo da situação.

“Continuarei nos esforços integrados com os ministérios e agências do governo para os levantamentos da situação dos danos”, declarou Yoshihide Suga, secretário-chefe de gabinete, logo após a reunião, em relação à postura do governo diante da recuperação dos locais atingidos.

Itsunori Onodera, ministro da defesa, também se pronunciou informando que 2,3 mil integrantes da Força de Autodefesa já estão em atividade nas áreas afetadas. Eles vêm auxiliando nas atividades de resgate das vítimas desaparecidas nos locais isolados.  

&nbspGoverno instala centro de resposta a desastres na emergência
Ministro Onodera com a Força da Defesa Civil em ação e preocupação em levar água para a população das áreas afetadas (NHK)

Além deles mais 21 mil integrantes estão preparados para a integração imediatamente, para o suporte ao cotidiano das vítimas. “Há cortes no abastecimento de água, por isso, quando as chuvas cessarem e esquentar, estamos preparados para dar suporte vital com fornecimento de água e banho para as populações das regiões afetadas”, declarou.

A instalação do centro de resposta a desastres na emergência pelo governo ocorrida anteriormente foi quando da ocorrência do terremoto de Kumamoto em abril de 2016.

Fontes e fotos: JNN, Sankei e NHK 


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
Kumon - estude japonês por correspondência!