Japonês que vivia em ilha deserta há 30 anos é obrigado a voltar à civilização

Publicado em 27 de junho de 2018, em Curiosidades

O homem de 82 nos morava na ilha desde 1989, mas foi obrigado a sair de lá após as autoridades terem encontrado ele em "más condições de saúde".

Neste Artigo:
&nbspJaponês que vivia em ilha deserta há 30 anos é obrigado a voltar à civilização
Masafumi Nagasaki for forçado a deixar a ilha que há 30 anos ele chamava de lar (YouTube/Docastaway – Desert Island Experiences)

Autoridades japoneses negaram a um homem seu desejo de morrer em uma ilha que ele chamava de lar há três décadas.

Publicidade

Masafumi Nagasaki, de 82 anos, era o único habitante da pequena Sotobanari, mas foi forçado a deixar a ilha em abril e retornar à civilização após ser encontrado pela polícia aparentemente em más condições de saúde.

Ele morava na solidão desde 1989 e ficou conhecido como o “eremita nu” após ser descoberto por um viajante que escreve sobre náufragos.

Alvaro Cerezo disse ao news.com.au que Nagasaki foi expulso após alguém vê-lo na ilha com aparência fraca.

A polícia então foi chamada e ele foi levado para viver em uma habitação do governo a cerca de 60 quilômetros de distância, na cidade de Ishigaki.

Cerezo frisou que a saúde de Nagasaki estava boa e que ele “provavelmente havia contraído influenza” quando foi visto, observando que a sua vida na ilha “acabou” e que ele não tem permissão para voltar.

Sua história ficou conhecida em 2012

Ele evitou a sociedade geral no início dos anos 1990 para estabelecer base na pequena ilha remota de Sotobanari, que fica nas Ilhas Yayeama, em Okinawa.

Não ficou claro como Nagasaki acabou em Sotobanari em primeiro lugar. Num ponto ele foi casado e há suspeitas que tenha dois filhos, mas ele “não gosta de falar sobre seu passado”, de acordo com Cerezo que passou cinco dias com o japonês na ilha antes de sua partida repentina.

Pode ser que ele tenha sido um fotógrafo antes de escapar da civilização, mas, novamente “ele não gosta de ouvir ou falar sobre isso”. Aparentemente ele tem até um hostess club em Niigata.

Nagasaki disse que trabalhava em uma fábrica em Osaka quando um dia um colega falou sobre um arquipélago misterioso e, desde então, ele sonhava em escapar da civilização. Em uma ocasião, quando viajava de avião, ficou horrorizado com a quantidade de poluição que viu no mar abaixo e “explodiu”. Então, o homem, sem experiência nenhuma em vida ao ar livre, arrumou suas malas e encontrou essa ilha remota. Ele achou que ficaria apenas dois anos no máximo, mas acabou ficando quase 30 anos.

“Eu não faço o que a sociedade me diz, mas sigo as regras do mundo natural. Você não pode combater a natureza, então você  precisa obedecê-la completamente”, disse ele à Reuters em 2012.

Ele viajava até uma ilha próxima usando dinheiro enviado por alguém de sua família para comprar água e sua comida básica.

A água para tomar banho e se barbear vinha da água da chuva coletada em um sistema danificado de utensílios para cozinhar. Somente um ano após sua estada na ilha, suas roupas foram levadas pelo tufão.

“Andar nu por aí realmente não se encaixa na sociedade normal, mas aqui na ilha não há problema, é como um uniforme”.

Ele passava cada dia se esticando sob o sol, limpando seu acampamento e tentando evitar picadas de insetos.

A ilha era onde ele queria estar em seu estágio final de descanso, disse ele em 2012 à Reuters.

Veja o vídeo do homem que ficou conhecido como o “eremita nu”:

Fonte: Mail Online
Vídeo e Imagem: YouTube/Docastaway - Desert Island Experiences


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
IKAI - Empregos no Japão!