Prisão de 61 prostitutas de 17 a 64 anos

Publicado em 8 de dezembro de 2020, em Sociedade

Além delas os que recebiam como taxa do ponto, em área pública, também foram algemados.

Neste Artigo:
&nbspPrisão de 61 prostitutas de 17 a 64 anos
Izumi no Hiroba renovado em dezembro do ano passado, no lugar da fonte de água a Water Tree, de LED (PR Times)

A Polícia da Província de Osaka informou que prendeu 61 mulheres, da faixa etária de 17 a 64 anos, por prostituição na área chamada Izumi no Hiroba, em Umeda, um dos points da capital da província, segundo o noticiário ABC News de segunda-feira (7).

Publicidade

As prisões em flagrante ocorreram entre maio do ano passado a fevereiro deste ano. São estudantes, donas de casa e assalariadas de Osaka, Quioto ou Hyogo que se vendiam nas imediações do local público, com a finalidade de pagar dívida, obter dinheiro para diversão ou para o próprio sustento.

Para a polícia esse foi um problema de longa data, onde elas chamavam clientes em um local que não poderia ser usado para esse fim e foi totalmente renovado há um ano. Não faltavam reclamações dos comerciantes locais para que fossem retiradas. Mas, para elas era um local apropriado pois nas imediações há muitos hotéis.

Como taxa de utilização do local as mulheres pagavam 5 mil ienes por dia para integrantes do grupo de yakuza, os quais também foram presos. Em 5 meses esses malfeitores teriam levantado 22,5 milhões de ienes. Há possibilidade de que a prostituição nesse local servia de fonte de renda dos gângsters. 

Fontes: ABC News e Nikkei Shimbun


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão