Províncias dos extremos do país na porta de entrada da terceira onda

Publicado em 21 de outubro de 2020, em Sociedade

É o que indicam os números dos casos diários de infecção pelo novo coronavírus, tanto em Hokkaido quanto em Okinawa.

Neste Artigo:
&nbspProvíncias dos extremos do país na porta de entrada da terceira onda
Imagem do CDC via Health Mil.

A província de Okinawa continua sendo a pior do país na proporção de pessoas infectadas a cada 100 mil habitantes. Em Hokkaido, desde o começo do mês o número de testados positivos por dia continua sendo de dois dígitos, com tendência de piorar em relação ao período de 14 de abril a 7 de maio.  

Publicidade

O médico Soichi Shiiki, especialista em doenças infecciosas, do Hospital Provincial Chubu, de Okinawa, alerta sobre a situação atual da infecção. “O número de ocorrências é muito maior do que o da primeira onda, então, de certa forma, pode-se dizer que é o início da terceira onda”, explicou.

&nbspProvíncias dos extremos do país na porta de entrada da terceira onda
Gráfico mostra casos diários de 1.º de março a 21 de outubro e os círculos as 1.ª e 2.ª ondas (News Digest)

Porém, há um detalhe que faz diferença. No pico de agosto a faixa etária média das pessoas infectadas era de 40 ou menos. Desta vez o que se observa é que subiu 10 anos ou mais, como na primeira onda. Na segunda onda foram realizados muito mais testes nos jovens, mas desta vez o vírus pode se disseminar sem que saibam estar infectados. 

Clusters em Hokkaido

Há uma preocupação de que possa estar na porta de entrada da terceira onda. Na província do norte já foram constatados 14 clusters somente neste mês, sendo que 6 são fora de Sapporo, a capital.

&nbspProvíncias dos extremos do país na porta de entrada da terceira onda
Gráfico mostra casos diários de 1.º de março a 21 de outubro e os círculos as 1.ª e 2.ª ondas (News Digest)

São cinco estágios de alerta configurados para tomar as contramedidas de acordo com o quadro da infecção. Atualmente o nível é o 1, o mais baixo, mas é possível que com os aumentos seja elevado para 2. 

Diferente da segunda onda a província ainda não está sentindo tensão em relação aos leitos disponíveis. Atualmente são 150 para tratamento e 15 para os pacientes graves, dos quais estão ocupados 105 e 2, respectivamente. 

Fontes: Yomiuri e QAB TV


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Produtos Brasileiros no Japão