Starbucks pede desculpas por pedir a sem-teto que saísse de loja

Publicado em 12 de outubro de 2019, em Sociedade e atualizado em 13 de outubro de 2019 as 5:39 PM

O funcionário pediu a um sem-teto que saísse da loja mesmo após um outro cliente ter comprado comida para ele.

Neste Artigo:
&nbspStarbucks pede desculpas por pedir a sem-teto que saísse de loja
Fachada de uma loja da Starbucks (ilustrativa/banco de imagens PM)

A Starbucks pediu desculpas após um de seus funcionários ter pedido a um sem-teto que saísse da loja, mesmo um outro cliente ter comprado comida para ele.

Publicidade

Sajid Kahhllon disse que viu o sem-teto procurando sobras sobre as mesas no lado de fora de uma filial em Southend, Essex, na Inglaterra.

“Foi duro ver alguém tendo que procurar comida daquele jeito”, disse ele. “Perguntei a ele se estava com fome e se gostaria que eu lhe comprasse algo para comer, e ele respondeu que sim com uma voz muito fraca”.

Após Kahhllon ter comprado para o homem um sanduíche e uma fatia de bolo, um funcionário veio e pediu ao sem-teto que saísse da loja.

Em um vídeo do incidente, Kahhllon pode se ouvido confrontando o funcionário e perguntando por que pediram para o sem-teto sair.

“Ele está comendo a comida dele, você não pode simplesmente pedir para ele sair. Deixe-o terminar a comida e então ele pode sair”, disse Kahhllon.

Após uma outra pessoa ter concordado com o cliente, o funcionário pareceu aceitar a presença do homem.

“Entendo o ponto de vista da Starbucks, mas ainda sinto que esse tipo de situação precisava ser endereçada com mais respeito e empatia”, disse Kahhllon, que gerencia um serviço de entrega de comida e que doa refeições para caridade. “Somos todos humanos e todos nós temos fome”.

Um porta-voz da Starbucks disse que a interação no vídeo “não era indicativo” do caráter da empresa e que estava investigando as circunstâncias em torno do incidente.

A empresa tomaria “ação apropriada” em relação ao incidente, disseram.

“Queremos que todos os clientes tenham uma experiência positiva e pedimos desculpas por não termos conseguido atender a expectativa nesse caso”, disseram.

“A interação no vídeo não é indicativo do ambiente que nos esforçamos para criar”, enfatizaram.

“Estamos investigando as circunstâncias em torno da experiência desse cliente e tomaremos ação apropriada para garantir que nossas lojas continuem sendo locais acolhedores para todos”.

Fonte: The Indepedent


Vamos comentar?

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - Good Support!!
Easy Car Ride, carros e financiamentos
UNIP - Faculdade a distância no Japão