Data: 23 de Maio de 2016

A Banda de Rock Rosa de Saron

Categoria: - Local: Data: 23 de Maio de 2016

A Banda Rosa de Saron é formada por Guilherme de Sá (voz), Eduardo Faro (guitarra), Rogério Feltrin (baixo) e Grevão (bateria). O grupo surgiu em 1988, na cidade de Campinas (SP), e busca fazer rock com qualidade levando uma mensagem cristã de esperança, fé e amor para todos.

Mas antes de você ¨virar o nariz e mudar a página¨ , é assim que os integrantes contam que muitos fazem antes de escutar as músicas por serem uma banda de rock cristã, abra sua mente e coração e conheça um pouco a história desses rapazes que se dedicam a levar uma mensagem de esperança e paz com músicas e som de alta qualidade e qualificada por muitos como a melhor banda de rock no momento.

Talvez você até conheça e goste de algumas das músicas como por exemplo: Apenas Uma Canção de Amor, Sem Você, Minha Triste Imperfeição, Lembranças e Menos de um Segundo, que são alguns grandes sucessos.

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron
Grevão, Rogério, Guilherme e Eduardo

Com vários prêmios CD`s e DVD`s de ouro, DVD de platina, artista número 1 do Brasil 2009, troféus de melhor banda, melhor cantor, melhor música, duas vezes indicado ao Grammy Latino e tantas outras premiações. Foram convidados pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) para ser banda oficial representando a juventude brasileira, na JMJ 2011 (Jornada Mundial da Juventude) em Madri, Espanha, um evento que reúne milhões de pessoas do mundo todo.

E de onde vêm esse nome Rosa de Saron?
O termo rosa de Saron aparece no livro do Cântico dos Cânticos como uma expressão simbólica de Jesus Cristo, o Amado que desposa a Sua Igreja: ‘Eu sou a rosa de Saron, o lírio dos vales’. (Cânt 2,1).

Ficou curioso ou curiosa?
Então bom entretenimento com a entrevista, os videos e músicas.

A banda tem vários prêmios na carreira e as músicas alcançam não só cristãos mas também um público fora do meio religioso como é lidar com tudo isso?
Lidamos de maneira muito natural. Sempre tivemos a pretensão de fazer uma música voltada para todos os públicos e não apenas para o público cristão. De certa forma temos conseguido atingir isso.

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron

Há um lado negativo com tanta exposição?
Praticamente tudo tem um lado positivo e outro negativo, mas certo grau de exposição é inevitável quando se trabalha com música, em cima de um palco e com um holofote voltado para você, mas nossa exposição não é exagerada e lidamos bem com ela. Interfere pouco em nossas rotinas.

Com vários anos de carreira e sucesso, qual é a maior lição que aprenderam em grupo?
Aprendemos a lidar com as diferenças individuais valorizando o outro, respeitando suas limitações e a buscar entender que sempre há um ponto de vista diferente. Trabalhar em grupo é sempre muito difícil, ainda mais por tanto tempo assim, mas temos conseguido manter a unidade das pessoas e do trabalho.

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron

Muitas fãs contam pessoalmente ou por mensagens e e-mail o quanto uma música ajudou num momento difícil que passavam. O que vocês pensam e sentem nesses momentos?
Isso é nossa principal ferramenta motivacional. Naqueles momentos em que o trabalho está cansativo e você não sente prazer no que está fazendo, ser lembrado, por essas historias de que existe um motivo muito maior que nos leva a fazer esse trabalho, é uma injeção de ânimo para esses momentos mais desanimadores.

Como foi ao receberem o convite para ser a banda oficial do evento da Jornada Mundial da Juventude em Madri?
Foi sensacional! Naquele momento nos sentimos reconhecidos pela Igreja como um trabalho importante para os jovens. Foi um tipo de chancela. Eramos naquele momento muito populares entre os jovens católicos, mas não tínhamos ainda recebido, ate então, um sinal tão grande de que os bispos reconheciam nosso trabalho.

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron

Na Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro vocês encerraram o evento, como foi essa experiência de tocar num momento tão importante no Brasil e estar perto do Papa Francisco?
Foi a primeira viagem internacional do Papa Francisco. Seu carisma ainda era algo que surpreendia e foi muito bom vê-lo de perto naquele momento. Foi também um momento muito marcante para a Igreja brasileira e fazer parte daquilo tudo foi uma honra.

Para o grupo qual é a música que marca mais nesses quase 30 anos de carreira?
Com certeza é Sem Você, pois tornou-se uma música amplamente conhecida, tocou muito em radio e se tornou, sem dúvidas, a música pela qual somos reconhecidos para o publico geral.

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron

O último trabalho CD e DVD Acústico e ao Vivo 2/3, um dos projetos mais bonitos da banda trouxe a harmonia com instrumentos diferentes, além de muito trabalho e talento como foi até chegar ao produto final?
Foi um processo muito trabalhoso. Muitas reuniões discutindo conceito estético, repertório, reuniões técnicas, toda um esforço para levantar os valores para custear a produção, enfim, da muito mais trabalho do que as pessoas imaginam. Foram mais de 100 pessoas envolvidas entre músicos, técnicos e produtores.

Hoje vocês acham que os jovens estão mais perto da Igreja Católica do que a 20 ou 30 anos atrás?
Muito difícil avaliar pois qualquer opinião sem dados estatísticos seria especulação, mas 20 ou 30 anos já forma toda uma geração nova e com certeza são jovens que lidam com a espiritualidade de forma diferente da geração anterior. Diferente não quer dizer melhor ou pior nem menos ou mais, mas que é diferente é sim.

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron

O mundo está confuso, violência e intolerância tem manchado a história de todos nós, como vocês enxergam o futuro das nações? É a falta de Deus e de amor da humanidade?
O mundo é um campo de batalha onde o amor e o ódio sempre disputarão território. A questão é de que lado eu quero estar? Quem está em Deus está no amor e se eu acho que falta Deus para o mundo, isso significa que eu tenho que trabalhar mais então, pois de alguma forma estamos falhando.

A vida passa rápido, é preciso viver o hoje como o último dia ou é melhor ter esperança sempre para o próximo amanhã?
É preciso amar como se fosse o último dia para podermos ter esperança no amanhã (risos).

&nbspA Banda de Rock Rosa de Saron

Aqui no Japão ultimamente muitos jovens brasileiros por não conseguirem lidar com a depressão, dor e solidão recorreram ao suicídio, vocês poderiam deixar uma mensagem para amigos e parentes que tem alguém que se encontram nessa difícil situação?
Não só no Japão, no Brasil a depressão tem tomado conta dos jovens como uma praga. É preciso entender em primeiro lugar que a depressão não é simplesmente uma tristeza grande, a depressão é uma doença. Acredito sim que através da fé, do amor, do encontro com Deus, ela pode ser vencida, mas é preciso sim buscar ajuda médica. Se você desconfia que alguém tem câncer você a leva ao medido, por mais sincera que seja sua fé, certo? Porque com a depressão seria diferente? O doente precisa reconhecer que precisa de ajuda e ter a humildade de pedir socorro. Os familiares devem estar atentos e ajudar essa pessoa sem preconceitos.

O Rosa de Saron já tocou em quase todo o Brasil, há algum lugar ou país que vocês gostariam de tocar?
No Japão seria sensacional (risos).

Gostou? Você quer ver o Rosa de Saron no Japão? Deixe seu comentário e compartilhe!

Reportagem
Kamila Lima – Colunista Social

Musicas de Trabalho do Novo DVD:

Incompletude

Casino Boulevard

Sol da Meia Noite

Salvar

Artigo por


Deixe seu comentário nesta página!

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Clínica Dental ai - atendimento em português
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Empregos no Japão by Fujiarte
Waysu - Empregos com segurança!