Somente ‘1%’ dos maiores recifes de corais do Japão estão saudáveis

Publicado em 24 de maio de 2018, em Conhecendo o Japão

O futuro da Sekisei Lagoon está em jogo após um novo relatório do governo descobrir que somente 1% de seus corais está em condições saudáveis, devido ao aquecimento global.

&nbspSomente ‘1%’ dos maiores recifes de corais do Japão estão saudáveis
Sekisei Lagoon, Ilhas Yaeyama, Okinawa (Wikimedia/NASA)

É conhecida há muito tempo como um paraíso subtropical, com mais de 400 tipos diferentes de corais vivendo nas águas claras em um canto remoto do sul do Japão.

Publicidade

Hoje em dia, no entanto, o futuro da Sekisei Lagoon – o maior recife de corais do Japão – está em jogo após um novo relatório do governo descobrir que somente 1% de seus corais está em condições saudáveis, devido ao aquecimento global.

O declínio da Sekisei Lagoon, que se estende por uma vastidão de mais de 67.000 km² em uma área remota de Okinawa, é atribuído ao branqueamento por causa da elevação da temperatura das águas e estrelas-do-mar que se alimentam dos corais.

Volume de corais diminuiu em 80% desde 1980

É um processo que vem evoluindo por décadas, com informações de que o volume total de corais na Sekisei Lagoon diminuiu em cerca de 80% desde o final dos anos 1980, após ser duramente atingida por uma série de episódios de branqueamento em massa.

O branqueamento ocorre quando água incomumente aquecida faz com que os corais expulsem algas, fazendo com que eles fiquem completamente brancos.

A extensão completa da atual situação tornou-se conhecida em um novo relatório do governo, que analisou fotografias de satélite e informação de cerca de mil locais de monitoramento regionais pela primeira vez em 10 anos.

Impacto no ecossistema da região

O estudo descobriu que a proporção de corais saudáveis caiu de 14.6% em 1991 para 1.4% atualmente na Sekisei Lagoon, com outros dois recifes de corais ao redor das Ilhas de Ishigaki e Iriomote sofrendo um declínio similar.

“Se os corais não se recuperarem, isso significa uma perda de fauna rica para uma variedade de criaturas e teria grande impacto no ecossistema da região”, disse Chihiro Kondo, oficial do ministério.

Os recifes de corais são um componente da vida marinha, atuando como amortecedor para áreas costeiras durante tempestades tropicais, assim como fornecem hábito para inúmeros organismos. Apesar de representar menos de 1% dos mares do planeta, os corais são lares para 25% da vida marinha.

Episódios relacionados a branqueamento têm aumentado nos últimos anos, desencadeados por condições anormais no ambiente, como a elevação da temperatura dos mares fazendo com que os corais eliminem pequenas algas fotossintéticas, drenando suas cores.

Os corais podem reganhar saúde se a temperatura das águas cair, no entanto, a recuperação tem estado lenta na Sekisei Lagoon devido a episódios de branqueamento, com o mais recente ocorrendo em 2016.

Fonte: Telegraph
Imagem: Wikimedia, foto de destaque (Kabira Bay, Ishigaki)


Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão