Governo quer recomendar grupo de túmulos antigos para lista de patrimônios da UNESCO

Publicado em 7 de agosto de 2017, em Conhecendo o Japão

Grupo de túmulos antigos no Japão será recomendado para a lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO. Veja onde ficam.

&nbspGoverno quer recomendar grupo de túmulos antigos para lista de patrimônios da UNESCO
O grupo Mozu tem o túmulo do Imperador Nintoku, com formato de buraco de fechadura, também conhecido como Daisen Kofun, o maior no país

O Conselho para Assuntos Culturais decidiu no dia 31 de julho recomendar o grupo de túmulos antigos, o Mozu-Furuichi Kofugun, localizado na província de Osaka, para a lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO em 2019.

Após o Gabinete aprovar a decisão, o governo vai apresentar documentos oficiais de recomendação à UNESCO até 1 de fevereiro do próximo ano.

A organização das Nações Unidas poderá tomar a decisão no verão de 2019 sobre se os túmulos entrarão na lista de patrimônio cultural.

O Mozu-Furuichi Kofugun compreende um total de 49 túmulos no grupo Mozu em Sakai e o grupo Furuichi, que se estende por Habikino e Fujidera. Os túmulos foram construídos entre o final do 4º e 5º século e dizem serem os locais de descanso final de reis antigos e pessoas associadas a eles.

O grupo Mozu tem o túmulo do Imperador Nintoku, que mede 486 metros de extensão e tem formato de buraco de fechadura, também conhecido como Daisen Kofun, o maior no país.

Até agora, 17 locais japoneses foram inseridos na lista da UNESCO, incluindo a Ilha Sagrada de Okinoshima e Locais Associados, na província de Fukuoka, sudoeste do Japão, que foi registrada no início do mês de julho.

Kofun

Um kofun é um túmulo megalítico feito de terra empilhada, com a câmara funerária dentro dele. Túmulos desse tipo eram comuns no arquipélago japonês por cerca de 400 anos.

Túmulos megalíticos criados durante esse período são particularmente chamados de kofun em japonês. Eles foram construídos por pessoas de alto nível hierárquico da época. Às vezes, o kofun é rodeado com um fosso cheio d’àgua.

Em alguns casos, as encostas do montículo eram cobertas com revestimento de pedras. Isso pode ter sido para propósitos decorativos ou prevenir que ele desmoronasse.

Os kofun também variam em seu formato plano, quando vistos de cima. Alguns lembram um buraco de fechadura, por exemplo, enquanto outros são circulares ou quadrados. Eles também variam consideravelmente em tamanho, de menores, com cerca de 10 metros, a gigantes, que se estendem por mais de 400 metros.

A maioria dos kofun maiores em formato de buraco de fechadura são decorados por esculturas de louças funerárias alinhadas nos terrenos planos de seus montículos ou bancos.

O montículo contém a câmara funerária dentro dele, geralmente acompanhado com itens funerários. Isso tudo pode nos ajudar a estimar a riqueza, poder e outros detalhes das pessoas enterradas. Tal como, os kofun são mais registros históricos do que meros túmulos.

Daisen Kofun

O maior kofun, que foi atribuído ao Imperador Nintoku, é o Daisen Kofun, na cidade de Sakai, em Osaka.

O Daisen Kofun está rodeado por fossos triplos. A Agência da Casa Imperial, que administra o túmulo, permite aos visitantes irem até somente o local de veneração. A entrada no túmulo é fechada ao público.

É possível ter uma vista total do túmulo de 3 locais em Osaka: da plataforma de observação no 21º andar de um edifício no complexo da prefeitura de Sakai, da ponte terrestre ao sul da estação de Mozu da Japan Railways e da ponte terrestre ao sul de Nagayama Kofun.

Localização para referência, veja aqui

Fonte e imagem: Yomiuri, Daisen Kofun 

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Mugen Homes - Construindo Sonhos
Clínica Dental ai - atendimento em português
Baladas no Japão
Empregos no Japão