Após escândalos, Japão vai reforçar controle de consumo de álcool entre pilotos

Publicado em 8 de novembro de 2018, em Sociedade

O mais recente caso foi de um copiloto da JAL detido em Londres por excesso de álcool em seu organismo, 10 vezes acima do limite permitido pela aviação britânica.

&nbspApós escândalos, Japão vai reforçar controle de consumo de álcool entre pilotos
O mais recente caso foi de um copiloto da JAL que foi detido em Londres porque o nível de álcool em seu organismo estava 10 vezes acima do limite permitido pela aviação britânica (imagem ilustrativa)

Um painel especialista será estabelecido neste mês para endurecer as regras relacionadas ao consumo de álcool para funcionários da aviação após uma série de escândalos relacionados envolvendo pilotos japoneses que vieram à tona recentemente, disse o ministro dos transportes Keiichi Ishii na terça-feira (6).

Publicidade

Ishii disse em uma conferência de imprensa que instruiu a JAL – Japan Airlines e a ANA- All Nippon Airways a reportarem até 16 de novembro suas medidas para prevenir consumo excessivo de bebidas alcoólicas por seus funcionários após voos terem sido afetados por pilotos com altos níveis de álcool no organismo.

Um copiloto da JAL foi detido pela polícia em Londres porque os níveis de álcool em seu organismo estavam 10 vezes acima do limite permitido pela aviação britânica, após ele ter bebido na noite anterior ao seu voo com destino a Tóquio em 28 de outubro, enquanto um piloto da ANA se sentiu mal após beber em Okinawa, causando atrasos em voos no dia 25 do mesmo mês.

Regras sobre o consumo de álcool

Sob o atual sistema, a tripulação é proibida de beber dentro de oito horas antes do voo, mas não há lei ou regulamento que estabeleça um limite de consumo de álcool, e testes do bafômetro não são exigidos.

Empresas aéreas japonesas têm suas próprias regras e as realizam voluntariamente, em contraste com os EUA e Europa onde estruturas legais são estabilizadas, de acordo com o ministério dos transportes.

Os casos

Em uma coletiva de imprensa realizada em 2 de novembro, Ishii disse que o ministério estudará os padrões de outros países em uma tentativa de endurecer as regras para tripulação de voo.

De acordo com a JAL, o copiloto de 42 anos Katsuyoshi Jitsukawa bebeu duas garrafas de vinho e mais de 1,8 litro de cerveja ao longo de seis horas partir das 18h, a noite anterior ao voo.

Seu consumo excessivo de álcool forçou a empresa a operar o voo de Heathrow em Londres ao Aeroporto de Haneda em Tóquio com dois pilotos ao invés do normal de três, e sua partida sofreu um atraso de uma hora e meia.

A JAL revelou o incidente em 1º de novembro, um dia após a ANA ter pedido desculpas pelo atraso de cinco voos na semana anterior porque um piloto de aproximadamente 40 anos se sentiu mal após beber até as 22h, antes do voo logo pela manhã no dia seguinte.

Em maio, um comissário de bordo da JAL foi pego levando uma cerveja para dentro do lavatório e a bebendo em pleno voo.

Fonte: Japan Times
Imagem: Banco de imagens


Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Kumon - aprenda japonês de forma prática!