30 mil pessoas pedem renúncia do Primeiro-Ministro do Japão

Publicado em 16 de Abril de 2018, em Sociedade

Com popularidade em queda por causa dos problemas não resolvidos no país, milhares se manifestaram em Tóquio pedindo renúncia do governo Abe.

&nbsp30 mil pessoas pedem renúncia do Primeiro-Ministro do Japão
Segundo os organizadores em frente a Dieta reuniram 30 mil pessoas (Mainichi)

No domingo (15) à tarde cerca de 30 mil pessoas com cartazes nas mãos se reuniram em frente ao prédio da Dieta Nacional, em Nagata-cho, Tóquio.

Elas pediram a renúncia do governo Shinzo Abe diante dos escândalos envolvendo a instituição escolar Moritomo. O Ministério das Finanças teria falsificado documentos e o povo quer que a primeira-dama se explique sobre o assunto. Além disso, outro problema relacionado à instituição escolar Kake, sobre o projeto de instalação da Faculdade de Veterinária em Imabari (Ehime), em área considerada de estratégia nacional.

O protesto foi organizado por 3 grupos da sociedade civil. Representantes do povo e também políticos da oposição tomaram o microfone pedindo a renúncia do primeiro-ministro.

&nbsp30 mil pessoas pedem renúncia do Primeiro-Ministro do Japão
Cartazes pedem renúncia de Abe (Mainichi)

“Shinzo Abe diz que vai esclarecer tudo e trazer a verdade, expelindo o pus, mas ele é o próprio pus a ser retirado”, diziam os que portavam o microfone.

O jornal Asahi realizou uma pesquisa entre os dias 14 e 15, em todo o país. A maioria (52%) respondeu que não apoia o governo Abe, enquanto o contrário foi de 31%.

O primeiro-ministro já teve índice de popularidade próxima a 70% em 2013. Desde 2012 é a primeira vez que o percentual de apoio ficou na casa dos 30%.

Fontes: Mainichi e Asahi
Fotos: Mainichi 

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Empregos no Japão - KOWA
Empregos no Japão - KOWA