Executivos da Subaru vão devolver parte de seus salários após escândalo sobre inspeção de veículos

Publicado em 20 de dezembro de 2017, em Sociedade

A Subaru recolheu 395 mil carros de seu mercado doméstico após anunciar em outubro que havia permitido a funcionários não qualificados conduzirem inspeções de alguns veículos.

&nbspExecutivos da Subaru vão devolver parte de seus salários após escândalo sobre inspeção de veículos
As inspeções realizadas por funcionários não qualificados podem ter iniciado há cerca de três décadas, segundo um relatório investigativo terceirizado apresentado pela Subaru ao governo

O CEO da fabricante de veículos japonesa Subaru disse na terça-feira (19) que ele e todos os executivos devolveriam parte de seus salários até o próximo mês de março, após um escândalo na empresa sobre inspeção de veículos.

Publicidade

“Todos os executivos vão devolver voluntariamente parte de seus salários”, disse o CEO Yasuyuki Yoshinaga em uma conferência de imprensa.

Em novembro, a Subaru recolheu 395 mil carros de seu mercado doméstico após anunciar em outubro que havia permitido a funcionários não qualificados conduzirem inspeções de alguns veículos.

Nove modelos, incluindo um carro esporte que a Subaru fabrica para a Toyota, foram recolhidos, contudo, os veículos comercializados no exterior não foram afetados.

&nbspExecutivos da Subaru vão devolver parte de seus salários após escândalo sobre inspeção de veículos
O CEO Yasuyuki Yoshinaga disse em uma conferência de imprensa que todos os executivos vão devolver voluntariamente parte de seus salários (NHK/reprodução)

A estimativa de custo do recall é de 20 bilhões de ienes, de acordo com a fabricante.

Um relatório investigativo terceirizado, apresentado pela Subaru ao governo na terça-feira, disse que inspeções realizadas por funcionários não qualificados podem ter iniciado há cerca de três décadas, no anos 1980.

O relatório também disse que os trabalhadores esconderam a prática durante as visitas de autoridades às fábricas.

O escândalo veio à tona após o governo ter ordenado às fabricantes de veículos do Japão que verificassem suas inspeções na sequência do recall de cerca de 1,2 milhão de carros pela Nissan em outubro.

A Nissan disse que os veículos falharam em atender as regras nacionais sobre inspeções finais.

Fonte: AFP via Japan Today
Imagem: Bank Image, NHK

 


Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Fujiarte - Empregos no Japão
WAYSU - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - World