Aumento da probabilidade de terremoto de grande escala em 30 anos: novo mapa 2017

Publicado em 27 de Abril de 2017, em Sociedade

O governo apresentou nesta quinta-feira (27) a versão atualizada 2017 do mapa de probabilidade de terremotos de grande escala, em 30 anos. Houve ligeiro aumento em algumas cidades. Saiba mais.

&nbspAumento da probabilidade de terremoto de grande escala em 30 anos: novo mapa 2017

O Comitê de Pesquisa do Terremoto, do governo do Japão, apresentou para a imprensa, nesta quinta-feira (27) a versão 2017 do mapa de probabilidade de terremotos de escala acima da magnitude (shindo, em japonês6 (fraca). Também explicou detalhadamente os motivos e o percentual de aumento da probabilidade desses abalos sísmicos, especialmente na costa do Oceano Pacífico.

A nova versão foi preparada embasada nas pesquisas das zonas de falhas ativas e dos históricos anteriores, segundo o noticiário da ANN. Como ainda não ocorreu o temido Nankai Trough (pronuncia-se Nankai Torafu, em japonês), os especialistas do comitê acreditam que há uma distorção acumulada entre as placas do mar e da terra.

O “mapa de risco sísmico” apresentado pelo comitê mostra claramente, através da classificação em cores, o percentual de possibilidade de terremoto de magnitude de um Nankai Trough, dentro dos próximos 30 anos.

&nbspAumento da probabilidade de terremoto de grande escala em 30 anos: novo mapa 2017
Apresentação do conteúdo e mapa à imprensa no final da tarde desta quinta-feira (27/abr) (ANN)

Probabilidade de terremoto nos próximos 30 anos

O mapa é detalhado, com escala, representando cada área do território a cada 250 metros. Em comparação com a versão anterior percebe-se um aumento da probabilidade de 1%, em média.

Confira quais são as localidades com maior risco e que não tiveram alteração em relação à versão do ano passado:

  • 85%: Chiba (província homônima)
  • 81%: Mito (Ibaraki) e Yokohama (Kanagawa)
  • 47%: Tóquio (capital)

Cidades que tiveram leve aumento percentual em relação ao ano anterior:

  • 74%: Kochi (província homônima)
  • 69%: Shizuoka (província homônima)
  • 63%: Tsu (Mie)
  • 58%: Wakayama (província homônima)
  • 56%: Osaka (província homônima)
  • 46%: Nagoia (Aichi)

Para visualizar o mapa ampliando-o, por exemplo, visite a web page onde está disponibilizado, no Japan Seismic Hazard Information Station (clique sobre o nome da instituição ou no mapa abaixo para abrir a página).

&nbspAumento da probabilidade de terremoto de grande escala em 30 anos: novo mapa 2017
Clique ou dê um toque no mapa acima para ser direcionado para a página onde você pode visualizá-lo de forma ampliada (divulgação)
Fontes: divulgação, ANN e Jiji Press
Imagens: divulgação e ANN

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Clínica Dental ai - atendimento em português
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Empregos no Japão - KOWA
KOWA - Trabalhe com segurança!
UNIP - Faculdade à distância no Japão!