Homem finge ser cego para se aproveitar de funcionária em loja de departamento

Publicado em 12 de julho de 2018, em Crime

A polícia também está investigando outros casos de funcionárias em lojas de departamento que passaram pela mesma situação em Tóquio e Kanagawa.

&nbspHomem finge ser cego para se aproveitar de funcionária em loja de departamento
Homem fingiu ser cego para acariciar seios da funcionária da seção de cosméticos de loja de departamento (imagem ilustrativa)

Na tarde de 28 de fevereiro deste ano, uma mulher de 26 anos estava trabalhando em seu turno na seção de cosméticos de uma loja de departamento em Chuo (Tóquio).

Por volta das 13h50, um homem, de cerca de 30 anos, se aproximou dela, caminhando a passos hesitantes. “Não consigo ver”, disse ele à funcionária e pediu ajuda para localizar o banheiro, e ela o guiou até lá.

Antes de chegar, então, ele tropeçou e foi direto ao chão. Quando a mulher se agachou para ajudá-lo, no entanto, o homem acariciou seus seios enquanto se levantava e fugiu.

A polícia foi contatada e, enquanto autoridades da lei investigavam os vídeos de câmeras de segurança da loja, descobriram imagens do homem andando pelos corredores do estabelecimento com tranquilidade, levando-as a acreditarem que ele estava meramente fingindo ser deficiente visual e que seu “tropeço” havia sido uma ação intencional.

Com base em evidência de vídeo, no dia 9 de julho, a polícia na província de Kanagawa prendeu Yosuke Mizokami, de 33 anos, residente da cidade de Hadano.

Mizokami, que não têm problemas significantes de visão, admitiu ser o homem por trás do episódio de 28 de fevereiro, e investigadores também estão analisando se ele está ou não envolvido em vários outros casos de funcionárias em lojas de departamento em Tóquio e Kanagawa que foram molestadas por um homem, o qual afirmava ser cego.

Em imagens de câmeras de segurança registradas no dia 28 de fevereiro, Mizokami pode ser visto não somente caminhando na área da loja sem problemas, como também olhando atentamente para funcionárias antes de escolher seu alvo.

“Achei que seria tratado de forma amável pelas funcionárias se fingisse ser cego”, disse Mizokami à polícia, admitindo a acusação.

Fonte: Sora News 
Imagem: Banco de imagens

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Estude Japonês no Kumon
Fujiarte - Empregos no Japão
WAYSU - Empregos no Japão
UNIP Polo Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão