Serviço de limousine leva quatro pessoas presas em Nagoia

Publicado em 1 de Fevereiro de 2018, em Crime

O serviço de aluguel de limousine foi considerado ilegal e a polícia levou 4 para a delegacia. Saiba quanto cobravam e como operavam.

&nbspServiço de limousine leva quatro pessoas presas em Nagoia
Serviço de limousine com placas brancas leva 4 pessoas para a prisão (Asahi)

A Polícia da Província de Aichi prendeu 4 homens e mulheres sob suspeita da prática do chamado táxi branco. Yoshihiro Sakai, 42, um dos presos, é dono de uma empresa de aluguel de carros e empreiteira, em Nagoia.

Sakai e seus funcionários foram sendo presos até esta quinta-feira (1.º). São suspeitos de terem providenciado a limousine para clientes no período de outubro a dezembro do ano passado. O ponto da infração está na locação do motorista para os clientes.

Segundo informações da polícia, Sakai selecionava o motorista para a limousine, de sua própria empresa de apresentação de recursos humanos, e pagava cerca de 10 mil ienes por hora para dirigir. Essa ação incorre em táxi branco, atividade ilegal no Japão.

&nbspServiço de limousine leva quatro pessoas presas em Nagoia
Os números foram escondidos, mas dá para ver que as placas são brancas (Asahi)

A polícia julgou que o veículo e o motorista eram praticamente fornecidos como uma unidade, e a atividade de transporte era gerenciada sem permissão legal.

Limousine legalizada

De acordo com a web page da empresa, ela fornece aluguel de limousine para aniversários, casamentos, festas ou negócios. Pelo serviço da limousine com motorista cobrava cerca de 27 mil ienes a hora. Mas há um aviso de que a partir de 30 de janeiro o serviço está temporariamente suspenso.

A limousine oferecida por essa empresa tem cerca de 9 metros de comprimento e é luxuosa. Mas as placas são de fato brancas, aponta o jornal Asahi.

Nos últimos anos, o serviço de limousines está ganhando popularidade principalmente entre os jovens. Porém, para operar esse tipo de serviço com capacidade para até 10 passageiros é necessário satisfazer os critérios do Ministério dos Transportes. Depois, obter a licença e as placas verdes.

No entanto, o jornal Asahi apurou que vem ocorrendo prisões de donos de limousine particular sem licença tanto em Osaka quanto em Tóquio.

O alerta de uma empresa de Tóquio é “caso ocorra um acidente, se a limousine não tem licença, os passageiros arcam com os prejuízos. Por isso, a importância de contratar uma empresa legalizada que assume inteira responsabilidade”.

&nbspServiço de limousine leva quatro pessoas presas em Nagoia
Limousine que pode ser contratada, legal, tem placas verdes (Aso View)
Fontes: CBC TV e Asahi
Fotos: Asahi 

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Produtos Brasileiros no Japão