Prisões no Japão vão melhorar sistema de tradução para detentos estrangeiros

Publicado em 28 de julho de 2017, em Crime

Segundo o Ministério da Justiça, um novo sistema de tradução será lançado em breve para facilitar a comunicação com presos estrangeiros. Veja mais.

&nbspPrisões no Japão vão melhorar sistema de tradução para detentos estrangeiros
Desde o final de 2015, 3.226 dos 58.497 presos no país eram estrangeiros (Prisão de Fuchu em Tóquio/ YoutTube Prision Documentaries)

Em breve, detentos estrangeiros em prisões fora da região Kanto e principais cidades terão um acesso mais amplo a serviços de tradução com o lançamento, em novembro, de um novo sistema que usa videofones e tablets, de acordo com o Ministério da Justiça.

Atualmente, intérpretes, que estão geralmente concentrados em grandes centros metropolitanos, são despachados a prisões em todo o país mediante pedido. No entanto, tais serviços não estão disponíveis todas as vezes que são solicitados, como em casos quando os presos precisam se comunicar com funcionários e médicos, de acordo com um representante do ministério.

O novo sistema também facilitaria o encontro de detentos estrangeiros com seus familiares. Tais conversas seriam traduzidas para o japonês a fim de que os guardas as monitorem, segundo o representante do ministério.

Número de tradutores aprovados é limitado

Desde o final de 2015, 3.226 dos 58.497 presos no país eram estrangeiros. O número atingiu os 6.000 em 2006, mas foi diminuindo gradualmente desde então.

“Se mais visitantes do exterior vierem ao Japão, é possível que o número de presos (estrangeiros) aumente”, disse Dai Tanaka, representante da divisão de serviços prisionais do ministério, enquanto mostrava uma razão para a introdução do novo serviço de videofone.

Visto que o número de tradutores aprovados é limitado, as prisões, muitas vezes, enfrentam desafios ao responder a solicitações de visitas dos familiares dos presos, disse Tanaka.

Atualmente, há 22 tradutores nas prisões do país que podem interpretar idiomas incluindo inglês, chinês, espanhol, português e persa. No entanto, a maioria deles está concentrado em cidades como Fuchu, Yokohama, Osaka, Nagoia e Tochigi.

Especialistas em línguas da Prisão de Fuchu (Tóquio) vêm testando o novo sistema de tradução em videofone desde agosto passado.

De acordo com Tanaka, atualmente, há 76 grandes centros penitenciários na nação, incluindo prisões, instalações para jovens e unidades de detenção.

Fonte: Japan Times
Imagem: YouTube (Prison Documentaries)

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Clínica Dental ai - atendimento em português
Campanha RH-Consulting
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas