Tóquio: Médicos são presos por estupro coletivo em quarto de apartamento

Publicado em 17 de fevereiro de 2017, em Crime e atualizado em 20 de fevereiro de 2017 as 11:03 AM

3 médicos embebedaram uma adolescente e cometeram estupro coletivo. Entenda o caso.

&nbspTóquio: Médicos são presos por estupro coletivo em quarto de apartamentoOs suspeitos Takashi Kaminishi (31), médico do Hospital Central de Funabashi de Chiba, Yoshiharu Matsuoka (31), médico do Hospital Associado à Escola de Medicina da Universidade de Jikei em Tóquio, e Ryusuke Kajiwara (25), estudante do curso de medicina da Universidade de Toho, foram presos pela suspeita de ter estuprado coletivamente uma adolescente após tê-la feito beber álcool em um apartamento de Oita (Tóquio) em Abril do ano passado.

Dentre os suspeitos, Takashi Kaminishi foi preso e processado judicialmente por ter violentado outras mulheres no mesmo quarto do apartamento. Este quarto foi remodelado com prateleiras montadas com iluminações e não havia sinal de cotidiano nele. Durante os interrogatórios policiais, Kaminishi falou que esse quarto foi preparado para festas.

As investigações descobriram que, no momento do crime, os 3 criminosos estavam se comunicando por LINE e “administrando” a quantidade de bebidas alcoólicas que fariam a adolescente beber.

A polícia acredita que os suspeitos convidaram a adolescente para uma “festa” nesse quarto e, meticulosamente, davam bebidas alcoólicas para a adolescente e a estupraram.

Fonte: NHK News

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Mugen Homes - Construindo Sonhos
Clínica Dental ai - atendimento em português
Baladas no Japão
UNIP - Ensino à distância no Japão