Brasileira suspeita de matar enfermeira japonesa confessa parte dos crimes

Publicado em 15 de fevereiro de 2017, em Crime

A Polícia de Osaka anunciou que a brasileira suspeita de matar uma enfermeira japonesa confessou parte dos crimes. Saiba mais.

&nbspBrasileira suspeita de matar enfermeira japonesa confessa parte dos crimes

A brasileira Kate Yuri Oishi, 32, que voltou para o Japão em 25 de janeiro, extraditada da China, onde passou 2,8 anos, foi indiciada pela Polícia da Província de Osaka, nesta quarta-feira (15).

O anúncio foi feito pela polícia de Osaka, informando que ela assumiu ter usado os cartões de crédito providenciados por ela mesma, depois de supostamente ter assassinado a amiga japonesa. A enfermeira japonesa Rika Okada, foi assassinada em março de 2014.

Kate Yuri confirma ter usado os cartões de crédito, apesar de quando desembarcou no Japão ter dito às autoridades policiais que “nada tenho a dizer”.  

Assim, Kate Yuri foi indiciada por esse crime nesta data. A polícia informou que “solidificou a política de reemissão de ordem de prisão da ré por assalto seguido de assassinato”, declarou para a imprensa.

A ré brasileira ainda nada falou sobre as outras suspeitas: de assassinato, de ter escondido o corpo, de ter feito uso dos documentos pessoais e da falsificação do passaporte.

Para saber todos os detalhes sobre o caso do assassinato da enfermeira japonesa e sobre Kate Yuri Oishi, clique no link abaixo.

http://www.portalmie.com/atualidade/noticias-do-japao/crime/2017/01/brasileira-extraditada-da-china-ainda-nao-recebeu-mandado-de-prisao-por-assassinato/

&nbspBrasileira suspeita de matar enfermeira japonesa confessa parte dos crimes

Fonte e imagem: Nittere 

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Mugen Homes - Construindo Sonhos
Clínica Dental ai - atendimento em português
Baladas no Japão
Casa Própria no Japão
Globo Internacional, mais acessível no Japão