Crianças estrangeiras que precisam de orientação extra no idioma japonês

Publicado em 28 de maio de 2018, em Comunidade

É preocupante o número de crianças estrangeiras que precisam de orientação no idioma japonês para poderem continuar seus estudos.

&nbspCrianças estrangeiras que precisam de orientação extra no idioma japonês
Apoio das associações internacionais como a de Hyogo, à esq., e Yamato, à dir. para o ensino do idioma japonês

Com o aumento dos trabalhadores estrangeiros no Japão e consequentemente cresce o número de crianças que não têm domínio do idioma japonês. O número se elevou em 1,5 vez desde 2010.

Segundo levantamento do jornal Yomiuri, atualmente são pelo menos 34 mil crianças estrangeiras. Dentre elas, há cerca de 10 mil, filhas de pais que se casaram com estrangeiros, têm cidadania japonesa, mas precisam de orientação para desenvolverem o idioma pátrio.

De acordo com o Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia as crianças estrangeiras não são alvo do ensino obrigatório. Mas, em conformidade com as convenções internacionais de direitos humanos se deve assegurar o direito ao ensino.

Receber a instrução do idioma japonês é imprescindível para se manter e prosseguir nos estudos. Ao privar as crianças e também os adultos do aprendizado do idioma, encontram dificuldades na convivência dentro da sociedade local. Isso leva-os ao isolamento.

Crianças e o multiculturalismo

O ministério informou que até 2026 pretende aumentar a taxa de docência, alocando 1 professor para cada grupo de 18 alunos estrangeiros que necessitam do ensino do idioma japonês. Dependendo do nível de proficiência do aluno, analisa a possibilidade de sala de aula especial, durante o horário escolar.

Os governos municipais não conseguem acompanhar o ritmo de crescimento da população de crianças estrangeiras. Não consegue assegurar professores suficientes para atender à demanda dos pequenos de outros países. A realidade é que as escolas estão tendo dificuldades para lidar com esse processo multicultural.

Atualmente somente 1 em cada 4 crianças que não compreendem o idioma japonês está recebendo orientação especial. Dependendo da região está ocorrendo diferenças na qualidade da educação.

Um exemplo é o de uma escola próxima a um conjunto habitacional grande, em Yokohama (Kanagawa). Metade dos alunos dessa escola primária são estrangeiros vindos de 10 países diferentes. Quando entra um aluno novo é direcionado para receber orientações à parte.

Os professores se empenham usando recursos visuais para facilitar a comunicação.

De acordo com o jornal Yomiuri a vinda de pequenos de outros países pode ser vista como oportunidade para as crianças japonesas desenvolverem o multiculturalismo.

Por outro lado, bom também para as crianças estrangeiras, que ao crescerem dominado dois idiomas e duas culturas, podem se tornar recursos humanos importantes para as empresas.

Fonte: Yomiuri 
Fotos: Yamato e Hyogo Intl. Center 

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Estude Japonês no Kumon
Fujiarte - Empregos no Japão
WAYSU - Empregos no Japão
UNIP Polo Japão