Polícia de Las Vegas pede DNA de Cristiano Ronaldo para investigar estupro

Publicado em 11 de janeiro de 2019, em Notícias do Mundo

A polícia em Las Vegas que está investigando uma alegação de estupro contra Cristiano Ronaldo enviou uma ordem a autoridades na Itália solicitando uma amostra do DNA do superstar do futebol.

&nbspPolícia de Las Vegas pede DNA de Cristiano Ronaldo para investigar estupro
O superstar do futebol, Cristiano Ronaldo, é acusado de estupro (banco de imagens)

A polícia em Las Vegas que está investigando uma alegação de estupro contra Cristiano Ronaldo enviou uma ordem a autoridades na Itália solicitando uma amostra do DNA do superstar português do futebol, disse uma porta-voz da polícia na quinta-feira (10).

Publicidade

“O Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas está tomando as mesmas medidas neste caso como em qualquer outro de abuso sexual para facilitar a coleta de evidência de DNA”, disse a oficial Laura Meltzer. “Podemos confirmar que uma solicitação oficial foi apresentada às autoridades italianas”.

O Wall Street Journal divulgou que a polícia enviou a ordem a um tribunal na Itália, onde Ronaldo atua para o famoso clube Juventus.

O jornal divulgou que os investigadores querem ver se o DNA de Ronaldo corresponde àquele encontrado no vestido da modelo americana Kathryn Mayorga.

Mayorga disse em uma ação judicial que Ronaldo a estuprou em um hotel em Las Vegas no ano de 2009 enquanto ela gritava repetidamente não. Após Mayorga ter movido a ação contra o jogador português, a polícia reabriu a investigação criminal sobre o caso, o que incluiu resultados de um exame médico.

“Ronaldo sempre manteve, como ele faz até hoje, que o ocorrido em Las Vegas no ano de 2009 foi consensual, então não é surpresa que o DNA estaria presente, ou que a polícia tornaria isso uma solicitação padrão como parte da investigação realizada por ela”, disse Peter S. Christiansen, o advogado do jogador, na quinta-feira.

O CNN não conseguiu contato com os advogados de Mayorga na quinta-feira.

Mayorga foi à polícia há 8 anos

O porta-voz do Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas, Aden Ocampo-Gomez, disse em outubro que em 2009 Mayorga apresentou uma queixa, mas não forneceu nome do agressor ou o local da suposta agressão.

Ela queria somente relatar uma agressão sexual e se submeter a um exame médico, disse ele.

Investigadores não pediram mais informações à Mayorga e o caso foi encerrado logo depois, disse ele. Contudo a evidência, incluindo imagens e outras informações do exame, ainda está com a polícia. O caso foi reaberto a pedido de Mayorga ou alguém a representando, disse Ocampo-Gomez em outubro.

A polícia de Las Vegas não fez comentários na quinta-feira.

A ação judicial de Mayorga acusa Ronaldo, de 33 anos, de tirar vantagem de seu frágil estado emocional para coagi-la a assinar um acordo em 2009. Ela afirma que recebeu 375 mil dólares em troca de seu silêncio. Sua ação busca anular o acordo.

Em outubro Ronaldo disse que ele não era um estuprador

“Eu nego firmemente as acusações sendo feitas contra mim, postou Ronaldo no Twitter. “O estupro é um crime abominável que vai contra tudo que eu sou e acredito”.

“Disposto como estou a limpar meu nome, eu me recuso a alimentar o espetáculo da mídia criado por pessoas que buscam se promover às minhas custas”.

“Minha consciência limpa me permitirá desta forma aguardar com tranquilidade os resultados de quaisquer e todas investigações”.

Fonte: CNN

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão - People Support!!