Arcebispo é condenado por encobrir abusos sexuais de menores

Publicado em 3 de julho de 2018, em Notícias do Mundo

O arcebispo na Austrália foi considerado culpado em maio por não relatar à polícia sobre os abusos contra dois coroinhas cometidos por um padre pedófilo nos anos 1970.

&nbspArcebispo é condenado por encobrir abusos sexuais de menores
Philip Wilson foi condenado a 12 meses de prisão com um período sem condicional de seis meses (BBC/EPA)

É provável que o mais alto representante da Igreja Católica no mundo a ser condenado por encobrir abusos sexuais de menores seja poupado de um tempo na prisão.

Publicidade

O arcebispo de Adelaide, na Austrália, Philip Wilson foi considerado culpado em maio por não relatar à polícia sobre os abusos contra dois coroinhas cometidos por um padre pedófilo nos anos 1970.

O magistrado Robert Stone no tribunal local de Newcastle condenou na terça-feira (3) o arcebispo de 67 anos a 12 meses de prisão com um período sem condicional de seis meses. Ele ordenou que Wilson seja avaliado para prisão domiciliar.

“Toda a comunidade está devastada de várias maneiras por décadas de abuso e seu encobrimento”, disse o juiz sobre o abuso sexual de menores em geral.

Vítimas

Um sobrevivente do abuso, Peter Gogarty, disse que estava “um pouco desapontado” com a sentença, mas o fato que o arcebispo havia sido condenado ainda era significante.

Peter Creigh e outro coroinha disseram a Wilson em 1975 que o padre James Fletcher havia abusado deles várias vezes na região de New South Wales Hunter, mas o clérigo não havia feito nada.

Creigh, que tinha apenas 10 anos quando foi alvo de Fletcher, acreditou que Wilson – então padre assistente – faria alguma coisa.

O segundo coroinha, que não pode ser identificado por questões legais, disse que ele tinha apenas 11 anos quando foi até o confessionário para dizer a Wilson que Fletcher havia abusado dele. Wilson disse que ele estava mentindo porque Fletcher “era um bom homem”.

O crime de Wilson estava relacionado ao período de 2004 a 2006, quando Fletcher havia sido acusado por crimes de abuso sexual de menores e o magistrado considerou que Wilson havia obtido o nível de convicção necessária para relatar o que ele sabia às autoridades.

O arcebispo, que potencialmente está sofrendo os primeiros estágios da doença de Alzheimer, disse em seu julgamento que ele não conseguia lembrar de ser informado sobre o abuso.

Outra vítima de Fletcher, Daniel Feenan, disse que se Wilson tivesse ido à polícia em 1976 o padre pedófilo “nunca teria me tido”.

Fletcher foi considerado culpado em 2004 por nove casos de abuso sexual de menores e morreu na prisão em decorrência de um derrame no ano de 2006.

Fonte: The Telegraph
Imagem: BBC


Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão