Ex-monge da luxúria condenado a 114 anos de prisão

Publicado em 10 de agosto de 2018, em Ásia

O ex-monge que ostentava luxúria foi julgado e condenado a 114 anos de reclusão, na Tailândia.

&nbspEx-monge da luxúria condenado a 114 anos de prisão
O tailandês Wirapol Sukphol sentou-se no banco do réu e ouviu a sentença de 114 anos de prisão por ter cometido vários crimes (YouTube)

Na época, ainda monge, exibia luxúria mostrando maços de dinheiro, bolsa de griffe, jato particular e carro importado, nos seus vídeos no YouTube. O tailandês Wirapol Sukphol, 38 anos, foi criticado na época, pelo mundo.

Publicidade

Fugiu para os Estados Unidos mas foi obrigado a voltar para a Tailândia em julho 2017 por ter sido extraditado. Também teve que deixar o sacerdócio.

O tribunal do seu país o condenou a 114 anos de prisão, em sentença dada na quinta-feira (9).

Entretanto, a duração real da prisão é limitada a um máximo de 20 anos, de acordo com as disposições do Código Penal.

Luxúria e crimes

O réu respondeu pelos crimes cibernéticos, de fraude, lavagem de dinheiro, violência sexual contra menor, entre outros.

Ele teria reunido doações, de cerca de 28,65 milhões de bahts de 29 pessoas que acreditaram nele. Esse montante equivale a cerca de 96 milhões de ienes.

O ex-monge ostentação prometia fazer a maior estátua de Buda do mundo, em esmeralda. Assim conseguiu aplicar a fraude da doação aos seus fiéis.

O juiz do tribunal, além da sentença, o ordenou a devolver toda a quantia recebida como doação.

Fontes: FNN e Jiji 
Foto: YouTube


Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão