China liberta 21 japoneses detidos

Publicado em 5 de junho de 2018, em Ásia

China teme que religiões possam ajudar a espalhar valores democráticos e o desejo de liberdade. Pessoas que se sentem excluídas do crescimento do país buscam salvação espiritual.

&nbspChina liberta 21 japoneses detidos
Os japoneses foram detidos na China entre os dias 5 e 15 de maio por supostas atividades religiosas (NHK)

Todos os 21 japoneses detidos no mês passado por supostas atividades religiosas na China foram libertados e retornaram ao Japão, divulgou a NHK.

Os japoneses foram detidos por autoridades chinesas em várias províncias, incluindo Heibei e Henan, entre 5 e 15 de maio sob suspeita de violação da lei nacional.

Eles foram acusados de se engajar em atividades religiosas, em violação a uma proibição sobre cidadãos estrangeiros realizando trabalhando missionários na China.

A libertação de cinco havia sido confirmada anteriormente.

A embaixada japonesa em Pequim confirmou depois que todos os detidos haviam retornado ao Japão após receberem um aviso do lado chinês de que o restante seria libertado até 1º de junho.

Aparentemente, a preocupação do governo chinês é que religiões possam ajudar a espalhar valores democráticos e o desejo de liberdade. Várias pessoas que se sentem excluídas do crescimento econômico do país estão buscando salvação espiritual.

Fonte e imagem: NHK

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Estude Japonês no Kumon
Fujiarte - Empregos no Japão
WAYSU - Empregos no Japão
UNIP Polo Japão