Governo estuda medidas de evacuação para japoneses na Coreia do Sul no caso de guerra nuclear

Publicado em 21 de abril de 2017, em Ásia

O governo do Japão está preparando um manual de segurança para os japoneses que estão na Coreia do Sul no caso de uma guerra nuclear. Veja mais.

&nbspGoverno estuda medidas de evacuação para japoneses na Coreia do Sul no caso de guerra nuclear
Imagem Ilustrativa

Atualmente, há aproximadamente 38 mil japoneses morando por mais de 3 meses na Coreia do Sul e cerca de 19 mil turistas de nacionalidade japonesa.

O governo japonês está se esforçando para que uma emergência ou ataque nuclear não ocorra e procura medidas pacíficas e diplomáticas para resolver a atual situação norte-coreana. Contudo, caso aconteça alguma emergência, o governo está preparando medidas de proteção para os japoneses na Coreia.

Manual prevê tanto ataques dos EUA contra a Coreia quanto ataques norte-coreanos contra a Coreia do Sul

&nbspGoverno estuda medidas de evacuação para japoneses na Coreia do Sul no caso de guerra nuclear
Nota do governo emitida sobre a utilização de mensagens curtas para informar a segurança

O manual de proteção prevê duas situações possíveis. A primeira retrata um ataque americano contra a Coreia do Norte. A segunda apresenta a situação de um ataque norte-coreano contra a Coreia do Sul.

No caso de um ataque americano, o governo prevê que os EUA evacuarão os 200 mil americanos que residem na Coreia do Sul previamente. O governo japonês está elaborando um plano de evacuação dos japoneses junto aos americanos.

Além de voos privados programados e fretados, o governo pretende enviar tropas das Forças de Autodefesa do Japão (Jieitai) caso consiga o consentimento do governo sul-coreano. Caso os EUA decidam realizar movimentos militares, o Japão pede uma consulta prévia para conseguir iniciar as evacuações o quanto antes.

No caso de ataques provenientes da Coreia do Norte, o ideal é se refugiar nos abrigos designados pelo governo sul-coreano. Como há a possibilidade do Aeroporto Internacional de Incheon e outros serem atacados, inclusive a capital de Seul, é recomendável evitar esses lugares.

Depois do ataque, o governo pretende levar essas pessoas até o sul da Coreia e as transportar de navio até os portos mais próximos das regiões Kyushu e Chugoku. Esta parte da evacuação será decidida mediante informações dos EUA.

Segundo os responsáveis do governo, o contra-ataque americano ocorrerá em cerca de 72 horas após o ataque nuclear.

O manual também adicionou novas explicações sobre serviços de mensagens no caso de emergências.

Entretanto, um grande problema é a disponibilidade de aviões e navios para evacuação. Devido a isso, o governo também aconselha a evacuação por conta própria caso a situação se agrave.

Fonte: Mainichi Shimbun

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Mugen Homes - Construindo Sonhos
Clínica Dental ai - atendimento em português
Baladas no Japão
Globo Internacional, mais acessível no Japão